Em 1º pronunciamento após derrota, Bolsonaro agradece eleitores e defende manifestações pacíficas

Segundo ministro, processo de transição será formalizado nesta semana

O presidente Jair Bolsonaro (PL) se pronunciou, nesta terça-feira, 1°, pela primeira vez desde a derrota para Lula (PT). Em breve discurso, ele agradeceu seus eleitores e comentou sobre os bloqueios nas rodovias por apoiadores e classificou o movimento como "fruto de indignação e sentimento de injustiça com o processo eleitoral". 

— Manifestações pacíficas bem-vindas — defendeu.

Apesar da derrota, Bolsonaro citou a representação dos valores "Deus, pátria, família e liberdade" no Congresso, bem destacou a importância de seu mandato na formação de novos lideranças conservadores.

— Nossos sonhos seguem mais vivos do que nunca — afirmou.

Sobre a eleição, ressaltou que, apesar de taxado como "antidemocrático", jogou dentro das quatro linhas e, até dezembro, continuará cumprindo "todos os mandamentos de nossa Constituição.

Em seguida, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, destacou que o governo federal aguarda o Partido dos Trabalhadores oficializar a nomeação da equipe de transição, a ser liderada pelo vice Geraldo Alckmin (PSB). A formalização deve ocorrer na quinta-feira para dar início ao processo. 

 

Comentários
×