Edital para conclusão do Hospital Regional será publicado em 90 dias, garante secretário estadual

Estado garante três anos de custeio para funcionamento inicial do hospital

Matheus Augusto

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Fábio Baccheretti, esteve, na manhã desta sexta-feira, 12, em Divinópolis. Ele participou da cerimônia de entrega de ambulâncias para o CIS-URG Oeste, responsável pelo Samu, que teve sua área de atuação expandida para mais 12 municípios. Após destacar a importância do serviço, especialmente para casos de urgência e emergência, o secretário também falou sobre a situação do Hospital Regional.

— Estamos, agora, passando pelas partes burocráticas de estadualização — explicou.

No 1º semestre, a Câmara de Divinópolis autorizou a transferência do terreno do hospital para o Estado. No entanto, identificou-se um problema cartorial em relação ao tamanho da área, que, segundo o secretário, já está sendo corrigido pela Prefeitura. Na quarta, ele e outra lideranças participaram de um encontro para dar agilidade ao processo.

Baccheretti citou, ainda, que o edital para a retomada das obras deve ser publicado, no máximo, nos próximos 90 dias. A proposta é, assim como Teófilo Otoni e Governador Valadares, abrir um processo para Concessão de Uso e com funcionamento exclusivo pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Confira a entrevista completa:

Dinheiro para funcionamento

Em sua fala, afastou, inclusive, possíveis dificuldades de iniciar os atendimentos devido ao alto custo de manutenção. Além da indenização da Vale, que será utilizada para a conclusão e a compra de equipamentos, o Estado garantirá três anos de incentivo financeiro para viabilizar o funcionamento da estrutura. O Hospital Regional também poderá receber recursos de incentivos e habilitações junto ao governo federal.

Entrega de ambulâncias

O secretário esteve no CIS-URG Oeste para a entrega de ambulância, que vão atender as cidades incluídas na área de atendimento do Samu na região. São elas:  Bonfim, Brumadinho, Crucilândia, Esmeraldas, Florestal, Igarapé, Juatuba, Mário Campos, Mateus Leme, Piedade dos Gerais, Rio Manso e São Joaquim de Bicas. 

O chefe estadual da pasta explicou que o intuito era anexar os referidos municípios à região de Betim, que recusou a proposta. Devido à proximidade, estrutura e experiência do consórcio, o CIS-URG, com sede em Divinópolis e responsável pela gestão do Samu Oeste, foi o escolhido para gerenciar o atendimentos nas novas áreas.

 

Comentários
×