Divinópolis tem saldo positivo em aberturas de empresas em outubro

Número de negócios fechados registra queda de 17,5%

 

Da Redação

Mais empresas foram abertas do que fechadas no mês de outubro em Divinópolis. A conclusão é da pesquisa realizada pelo Instituto Vitaltec e apresentada à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Divinópolis, com base nos dados do Ministério da Economia. No mês de outubro deste ano existiam 33.510 empresas ativas. Nesse período, foram constituídos 542 negócios e extintos 254, resultando em um saldo de 288.

— Já estamos vendo resultados da flexibilização das atividades, proporcionando a retomada da confiança do empresariado na economia. Embora seja ainda uma retomada lenta, estamos caminhando para uma melhora no cenário. Com a abertura de novas empresas, temos geração de empregos e dinheiro circulando no mercado, gerando renda para os divinopolitanos e arrecadação de receitas para a cidade — disse o presidente da CDL Divinópolis, Heider Vitor de Freitas.   

De janeiro até outubro de 2021 foram registrados aumentos significativos de empresas caracterizadas como empresário individual na cidade. Do total de empresas constituídas em 2021, 85,7% eram caracterizadas por empresários individuais, 13,15% de sociedades limitadas e somente 1,08% de Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli).

 

Reação

Após esboçar uma pequena reação no número de negócios abertos entre maio e junho, em outubro, houve a quarta queda consecutiva no total de empresas constituídas no município. Em relação ao mês de setembro, houve uma variação de 1,8,% negativo. Em 2021, a retração de empresas constituídas acumula uma queda de 20%. No entanto, em relação ao mesmo período de 2020, o total de negócios constituídos apresentou uma queda de 3,2%.

 

Empresas fechadas 

O número de empreendimentos fechados em outubro registrou uma queda de 17,5% em comparação ao mês de setembro, entretanto, as médias de fechamento em 2021 continuam superiores em relação ao mesmo período de 2020. Em comparação a outubro de 2020, houve majoração de 39% no número de empresas fechadas. Nessa análise estão considerados todos os tipos de natureza jurídicas das empresas.  

O economista Leandro Maia detalhou o relatório.

— Analisando os segmentos econômicos com os maiores números de empresas constituídas na cidade, nota-se, como no resto do país, uma forte presença do terciário. As atividades que mais se destacaram na abertura de novos negócios na cidade, em outubro, foram as de promoção de vendas, comércio varejista de acessórios do vestuário e confecções, obras, cabeleireiros e manicures, preparação de documentos — avalia.

 

Comentários
×