Divinópolis registra 118 novos casos de covid-19 em três dias

Município também contabiliza primeira morte após quase um mês

 

Bruno Bueno

A piora nos indicativos da pandemia preocupa a Saúde em Divinópolis. A reportagem trouxe a informação nesta semana que as internações pela doença cresceram 316% em 13 dias. A situação não parece ter melhorado. Dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) na tarde de ontem mostram que 118 novos casos de covid-19 foram registrados em apenas três dias.

A média de 39 casos por dia não é o único registro que assusta. O município também contabilizou a primeira morte após 28 dias. Agora são 710 óbitos pela doença na cidade.

 

Morte

O óbito confirmado pela Prefeitura trata-se de um homem de 82 anos. Segundo a Prefeitura, ele era portador de doença cardiovascular crônica, Parkinson e obesidade. Sua morte, conforme a Semusa, aconteceu no último dia 3. 

 

— O município não registrava óbitos por covid-19 desde o dia 6 de maio — informou a assessoria de comunicação.

Divinópolis soma 710 mortes pela doença. 

 

Dados

O boletim divulgado pela Semusa registra 159.761 casos notificados na cidade, sendo 70.146 em homens e 89.615 em mulheres. 5.416 casos já foram descartados e 36.466 pessoas já se recuperaram da doença. O número de casos confirmados chegou a 37.278, sendo 16.613 em homens e 20.665 em mulheres. 

Em comparação ao último boletim, o município registrou 118 novos casos confirmados da doença em três dias. 592 notificações foram expedidas no período. 

 

Internações

22 pessoas estão internadas com sintomas da doença. A ocupação dos leitos de enfermaria, que tem 12 vagas ocupadas, registra 16,90%. A de CTI, por sua vez, contabiliza 24,39%, com 10 leitos preenchidos.

O número de pacientes internados em CTI dobrou em relação aos registros de três dias atrás. Contudo, o setor de enfermaria tem dois pacientes a menos do que o contabilizado no período. 

 

Prevenção

Preocupada com o aumento dos casos e de outras doenças respiratórias, a Semusa divulgou uma nota técnica solicitando que a população retome os cuidados. A publicação atribui o crescimento à época do ano.

— Necessários a lavagem frequente das mãos e uso do álcool em gel para combater tanto a influenza quanto a covid-19. Pessoas com sintomas gripais devem utilizar máscaras — pontua. 

 

A pasta também alerta que pacientes com sintomas de doenças respiratórias devem procurar as unidades de saúde.

— Para todas as pessoas que estejam com algum problema respiratório e que precisam de algum acompanhamento, as unidades de saúde estão prontas para receber os pacientes e oferecer o tratamento adequado — relata.

 

Vacinação

A imunização contra covid-19 e influenza é essencial para combater o avanço das doenças. A Semusa ressalta a importância de se completar o ciclo vacinal.

— Toda a população que está com qualquer dose em atraso da vacina contra a covid-19 ou que faça parte dos grupos prioritários da vacinação contra a influenza e ainda não se vacinou procure uma unidade de saúde o mais breve possível, para colocar em dia a sua imunização — ressalta.

Durante o dia, a vacinação acontece em todos os postos de saúde e unidades das Estratégias de Saúde da Família (ESF) de Divinópolis, das 8h às 16h. À noite, cinco unidades de saúde realizam a imunização entre 18h e 21h30. São elas:  Belvedere, Planalto, Sagrada Família, Tietê e Ermida.

No próximo sábado, 11, a Semusa realiza um mutirão de vacinação. 

— A ação tem como objetivo regularizar a situação da população com qualquer dose em atraso da vacina contra a covid-19, adulto e infantil. Neste mutirão também serão oferecidas as vacinas Influenza e triviral, para os públicos prioritários da campanha — explica a Semusa.

As unidades que participam do mutirão são: Afonso Pena, Belvedere, Bom Pastor, Central, Ermida, Icaraí, Ipiranga, N. S. das Graças, Nações, Niterói, São José e Tietê. Neste dia, a vacinação acontece das 8h às 16h.

Comentários
×