Divinópolis: Produtor cultural lança livro digital

Edição é viagem musical pelo ano de 1972

Por Jorge Guimarães

Depois de lançar, em meados de dezembro do ano passado, um romance autobiográfico intitulado “1972-Feliz por um Bis!”, o escritor Otávio Paiva, acaba de lançar o livro digital “1972-Anni Mirabiles-Musical Box”, que saiu também com uma versão em inglês, para o mercado internacional.

O livro veio para celebrar os 50 anos de um ano miraculoso que marcou a cultura mundial, o de 1972. E para tanto o escritor Otávio Paiva, o conhecidíssimo Cuca, registrou por volta de mil e duzentos álbuns que foram lançados durante o período, não apenas no Brasil mas em diversas partes do mundo, e cada disco mereceu uma resenha, uma nota com alguma observação e o link para chegar à música que foi destacada como mais significativa.

Viagem

Assim o livro digital é uma viagem completa pelo ano de 1972, de quase tudo que foi tocado e ouvido pelas rádios, televisões e vitrolas, de A à Z, onde todos os ritmos se cruzaram, sem grandes juízos de valor, mas pela qualidade de terem sido produzidos no ano, alguns com grande sucesso e outros passando despercebidos, todos contemplados por igual.

- Uma boa viagem ao ano miraculoso por essa caixa musical e que você seja feliz por mais esse bis – convida Otávio Paiva.

Aquisição

A aquisição pode ser feita pelo site da Amazon. Com. Ou você pode ler pelo computador, celular ou pelo Kindle, e pode acessar os links das músicas pelo computador e celular.

Escritor

Otávio Paiva, nascido em Lorena no Estado de São Paulo, é professor de línguas, escritor, letrista de música e produtor cultural tendo iniciado nas letras em 1972, aos 14 anos, no jornal “Papiro” da Escola Estadual de Divinópolis. Em 1980 lançou em conjunto com outros parceiros uma revista literária chamada “DAZIBAO”, que circula até os dias de hoje, onde diversos escritores puderam participar e começaram suas carreiras, e através dessa revista publicou parte de sua obra poética. Atuou na administração municipal como diretor executivo da Fundação Municipal de Cultura onde contribuiu para a aprovação do projeto de construção do Teatro Municipal Gravatá.

Capa

A capa do Livro intitulada “Dois Irmãos”, é uma obra do ano de 1975, feito pelo artista plástico divinopolitano Heraldo Alvim. Desenho com giz de cera e da coleção particular de Otávio Paiva.

Agradecimento

- Meu muito obrigado ao meu filho Arthur Bonani, a Cristina Gontijo, ao Daniel Bicalho e Boutique do Livro, a José Penha, Wagner Xavier, Marcos Kacowicz, Nils Piter, Sérgio Zago, Antônio Júlio e o pintor Heraldo Alvim . Cada um deles me ajudou de alguma maneira e, sou de uma gratidão eterna pela generosidade e o olhar de apoio para que terminasse o livro – agradeceu o escritor.

 

Comentários
×