Divina cidade nossa

LEILA RODRIGUES 

Divina cidade nossa

 

Digo que fui adotada por Divinópolis e fui mesmo. Eu e muita gente que chegou aqui e fez morada. Aqui criei meus filhos, fiz amigos, fiz carreira e fiz a minha vida valer a pena! 

Eu sou aquela pessoa que vinha a Divinópolis para comprar biquíni e de quebra passava no Bazar das Novidades, na Casa Orion, no Bazar Vitória, na casa Bangú e encerrava (às pressas porque tinha que pegar o ônibus de volta) na Cervejaria Savassi, que era o lugar mais chique do mundo e que tinha gente bonita. 

Gostaria de ter crescido aqui. Não aconteceu, mas eu tive a sorte de ter como amigos o Amnysinho Rachid e a Romilda Nogueira, que me relataram tão bem as histórias que eu posso imaginá-las e me divertir com elas. 

Não frequentei a boate do Estrela, nem do Divinópolis Clube, mas sei bons casos que aconteceram no trajeto entre uma boate e outra. 

Não desfilei nas escolas de samba Unidos do Tupy, nem na Unidos do Divino, mas conheci de perto a carnavalesca Dona Aparecida Nogueira que chorava de emoção ao contar sobre o carnaval divinopolitano. 

Não vivi a aventura de correr do Nego da Peroba, da Chuchu e nem do Pé de Pato, mas sei que foram divinopolitanos que fizeram história. 

Não fui da turma da escadaria da Praça do Santuário, mas sei que a beleza de Marília de Dirceu jamais será esquecida. 

Não ter vivido aqui nos seus áureos anos 80 só me fez mais interessada na sua história e no seu povo. Sou uma curiosa pela história da cidade e tudo que diz respeito ao crescimento e desenvolvimento de Divinópolis tem a minha atenção. 

Para quem chegou aqui sem conhecer uma pessoa sequer, posso dizer que aprendi bastante. E continuo disposta a aprender e conhecer tudo que eu puder sobre esta cidade querida. 

Não programei morar em Divinópolis, esta cidade foi uma surpresa em minha vida. Uma surpresa boa, da qual eu tenho a honra de agradecer com um filho Divinopolitano e com meu coração apaixonado por você, divina cidade nossa! 

Parabéns, Divinópolis! Parabéns, cidade querida! Me sinto sua filha pois sou abençoada nesta terra!



[email protected] 

Comentários
×