Desfaça da roupagem velha

Monsenhor Jonas Abib

Desfaça da roupagem velha

 

É preciso deixar que o Espírito Santo trabalhe em nós. Podemos pensar que as pessoas têm que nos aceitar do jeito que somos, têm que nos aguentar apesar de nossas atitudes erradas, mas é o contrário! Nós é que precisamos mudar e viver de acordo com o Evangelho.

Precisamos ser pessoas determinadas, positivas, disciplinadas, alegres e nos deixarmos conduzir pelo Espírito. Devemos sempre tomar cuidado com a nossa linguagem, com as palavras grosseiras. Se insistirmos em conservar a roupagem velha, causaremos mal à nossa própria alma.

Há pessoas que são “levadas pelo nariz”, como na história do touro. Havia um touro que causava medo em todo mundo. Um dia, um menininho se aproximou dele e estendeu o dedo, quase encostando na boca do animal. 

O touro pôs-se a lamber o dedo do garoto e, para onde o menino ia, o touro ia atrás. Na arena, ele colocava a mão na boca do touro e o conduzia para todos os lados. Conclusão: ele levou o touro para onde ele quis.



Muitas vezes nós somos esse touro, levado pelo nariz, pelos colegas, pela turma, pela sedução, pela internet… E ainda mal humorados, enfezados com a vida. Mas, não! Temos que ser disciplinados em tudo, seja na oração, no trabalho, nos afazeres da escola e deveres profissionais. 

No entanto, muitas vezes, somos indisciplinados, desordenados, bagunceiros. E se as coisas são desordenadas, o nosso interior será também. É preciso tirar a roupagem velha para sermos revestidos do Espírito Santo. Não perca tempo! Preparemo-nos hoje, renovando nosso caminho para a santidade.

[email protected]

 

Comentários
×