CSSJD entrega novos instrumentais para a realização de neurocirurgias

Visando oferecer a seus pacientes procedimentos cada vez mais seguros, o Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD) segue investindo na aquisição de novos instrumentais cirúrgicos, como a compra de quatro caixas completas para a realização de neurocirurgias. Segundo o chefe de Clínica da Neurocirurgia do CSSJD, Thales Moraes, os novos instrumentais chegam para ampliar o número de casos atendidos no dia, abrindo a possibilidade da realização de neurocirurgias simultâneas.

— A chegada destes instrumentais com certeza vai agilizar o processo de espera desses pacientes, pois não conseguíamos fazer mais que duas ou  três cirurgias por dia, e agora vamos conseguir fazer um número maior de procedimentos e realizá-los simultaneamente com a mesma qualidade e segurança — afirma. 

Para o neurocirurgião, Bruno Freire de Castro, os investimentos no Bloco Cirúrgico da instituição são fundamentais para o funcionamento integral do hospital.

— É fundamental termos um material bom, de qualidade e novo para oferecermos o melhor aos nossos pacientes. Com estes novos instrumentais, conseguimos dar uma vazão maior e tratar melhor nossos pacientes. Eu como neurocirurgião, tratando de patologistas que precisam ser operadas, visualizo o Bloco como a alma da instituição, que precisamos investir constantemente. Desde o Centro Cirúrgico até os outros setores como a Unidade de Terapia Intensiva – UTI, Enfermarias, Sala de Urgência, tudo funciona de forma integrada. Então ao investirmos no Bloco, estamos trazendo um beneficio não apenas para nossa instituição, mas para toda a região que atendemos — completa. 

De acordo com a gerente de Centro Cirúrgico, Thamara Gorgulho, o investimento em instrumentais contribui não apenas na qualidade da assistência, mas também para o processo de gestão das cirurgias realizadas na instituição.

— Possibilita ao Enfermeiro o manejo dos procedimentos por salas, antecipando os casos e a entrada de cirurgias da mesma especialidade simultaneamente, tornando o processo dinâmico e beneficiando de forma direta e indireta os demais pacientes e cirurgiões — avalia.

O diretor Administrativo Jurídico, André Waller, ressalta que estas e outras aquisições demonstram o comprometimento da instituição em disponibilizar as melhores técnicas e equipamentos ao Corpo Clínico, sempre em busca de oferecer um melhor atendimento ao paciente.

— Quando fazemos esse tipo de aquisição, sabemos que o benefício não ficará restrito apenas aos médicos e que também chegará ao paciente, que terá a possibilidade de realizar uma cirurgia mais segura e consequentemente, um avanço mais ágil na recuperação de sua saúde — comenta. 

Para a diretora-presidente do CSSJD, Elis Regina Guimarães, as novas aquisições reforçam a visão da instituição em estar como um dos melhores complexos de saúde filantrópicos do Brasil em gestão assistencial, promovendo conhecimento, inovação e excelência em processos.

— O São João acredita que para a assistência ser bem feita, adequada e centrada no paciente, é preciso que sejam feitos investimentos, e que estes devem ser contínuos. Hoje nós somos o 3º hospital do Estado em realização de cirurgias de média complexidade e 1º, 2º em algumas especialidades e isso, graças aos investimentos que estamos fazendo em termo de equipamentos e instrumentais. Essas quatro caixas para a Neurocirurgia custaram R$ 308 mil. São básicas, mas conseguiremos dar vazão para a quantidade de pacientes que possuímos, principalmente para a Linha de Cuidados do AVC.  É uma honra podermos investir no Corpo Clínico para que tenhamos uma assistência mais adequada. Eles (médicos) precisam de condições de trabalho, assim como nossa Enfermagem. É uma entrega que faço com muito orgulho para darmos qualidade de assistência para o paciente — finaliza. 

 

Comentários
×