Crescem as solicitações de seguro-desemprego

Levantamento mostra que foram registrados 983 pedidos na cidade

Da Redação

O controle da pandemia e o avanço da vacinação podem ter impulsionado positivamente as expectativas dos empresários para os próximos meses. Pelo menos é o que mostram os números de vagas abertas no município no mês de fevereiro. Mas, em compensação, a crescente quantidade de seguro-desemprego no mês de março acende novamente a luz vermelha na economia da Cidade do Divino.  

Com o objetivo de mostrar o desempenho das atividades econômicas, por meio do mercado de trabalho, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Divinópolis realiza,  periodicamente,  levantamentos para melhor se situar na realidade do município. 

 

Pesquisa

Desse modo, o último monitoramento econômico feito pela CDL, em parceria com a Vitaltec, mostrou que no mês de março foram registrados 983 pedidos de em Divinópolis, contra 854 em fevereiro, resultando numa elevação de 15%. Entre março de 2021 e 2022 houve uma alta de 5%.

Já no levantamento da criação de postos de trabalho, fevereiro foi o segundo melhor saldo na criação de empregos formais em um ano, com 677 criados no município. Os dados de março ainda não foram liberados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

— Apesar de a cidade ter registrado uma melhora na criação de novos postos de trabalho, por outro lado a solicitação de seguro-desemprego  aumentou. Mas não podemos relacionar os dados um com outro, devido ao prazo de 120 dias que o trabalhador tem para solicitar o benefício após a rescisão do contrato de trabalho. Portanto, não há uma associação direta com o aumento de postos e aumento nos pedidos do seguro-desemprego — avalia o economista da Vitaltec, Leandro Maia.

Maia ressalta ainda que, apesar do aumento no número de novas vagas, a economia ainda não aponta para um crescimento consistente.

— A criação de novos postos registrada no início de ano ainda traz uma perspectiva fraca, para dizer que estamos em um crescimento econômico consistente, devido à elevada taxa de juros e inflação, impactando a renda dos trabalhadores. Esses indicadores mostram que a economia ainda não está engrenando. Há muito que se observar, principalmente os fatores macroeconômicos que influenciam o desenvolvimento do mercado de trabalho — esclarece.

 

Centro-Oeste

Analisando a variação das solicitações nas principais cidades da região Centro-Oeste entre março de 2021 e o mesmo mês de 2022, nota-se que quatro dos cinco municípios demonstraram elevações no requerimento de seguro-desemprego. Itaúna registrou, pelo terceiro período consecutivo, a maior elevação anual na solicitação do benefício, 34,38%, seguida de Formiga 33,68%, Pará de Minas 9,9% e Divinópolis 5,25%,

 

Comentários
×