Concurseiros têm mais de 2.280 vagas disponíveis em Minas Gerais

Salários ultrapassam os R$ 11,9 mil; Secretaria de Educação deve ter nova seleção neste ano

Da Agência Minas

O Governo de Minas tem mais de 2.280 oportunidades de ocupação para trabalhadores interesssados em ingressar na máquina pública e em hospitais ligados ao Executivo estadual. As seleções dos candidatos estão sendo feitas por meio de concursos públicos e processos seletivos simplificados. Só no Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) e no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) são 412 vagas. No último dia 22/4, a Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) lançou também edital com 1.822 oportunidades. Os salários chegam a R$ 11.982,14.

A Secretaria de Estado da Educação (SEE)  também já definiu a banca para um novo concurso na área, que vai disponibilizar quase 20 mil vagas ainda neste ano. O edital está previsto para o mês de maio.

Ipsemg

Publicado em fevereiro deste ano, o edital  do concurso do Ipsemg está com inscrições abertas até o dia 16/5. São disponibilizadas 280 vagas para médicos, analistas e técnicos de seguridade social. Os salários variam de R$ 1.186,24 a R$ 5.897,08.

Serão selecionados para atuar em Belo Horizonte médicos nas áreas de anestesiologia, clínica geral, ginecologia e obstetrícia e terapia intensiva, além de profissionais das áreas enfermagem, biomedicina, fisioterapia, fonoaudiologia, técnico em radiologia, terapia ocupacional, farmácia, nutrição, odontologia, psicologia e serviço social.

O concurso terá prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, para o cargo de nível médio (técnico em seguridade social) e prova de títulos para cargos de nível superior (analista e médico em seguridade social), de caráter classificatório.

O valor da taxa de inscrição para os cargos de analista de seguridade social e técnico de seguridade social  é R$ 50. Já para médico e analista de seguridade social sobe para R$ 55. 

O Ipsemg é responsável pela administração, gerenciamento e operacionalização do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) dos servidores públicos de Minas Gerais. No âmbito da atenção à saúde, possui uma rede própria referência em assistência hospitalar, ambulatorial e odontológica, em todos os níveis de complexidade. Para isso, conta com o Hospital Governador Israel Pinheiro (HGIP), o Centro de Especialidades Médicas (CEM) e a Gerência Odontológica (Geodont), localizados na capital, e com os consultórios das unidades regionais no interior do estado.

Defesa sanitária

Já o Instituto Mineiro de Agropecuária tem 132 oportunidades para os mineiros. O processo de seleção, via concurso público, está aberto também até o dia 16/5, com oportunidades de vagas para as carreiras de fiscal agropecuário (médico veterinário e engenheiro agrônomo), fiscal assistente agropecuário (ensino médio ou curso de educação profissional de ensino médio) e asssistente de gestão de defesa agropecuária (ensino médio). Os salários variam de R$ 1.453,58 a R$ 3.283,49.

O concurso terá prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. A condução da seleção e as inscrições estão sendo realizadas pela banca Legalle Concursos.  O valor da taxa de inscrição para todos os cargos é de R$ 36,25.

Vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Seapa), o IMA é responsável pela execução das políticas públicas de defesa sanitária animal e vegetal no estado de Minas. Atua também na inspeção de produtos de origem animal, certificação de produtos agropecuários, educação sanitária e no apoio à agroindústria familiar.

Área hospitalar

A Fhemig  publicou também o edital para realização de um novo concurso público. São 1.822 vagas no total, sendo 319 para as carreiras de analista (nível superior), 557 para médicos, 741 para profissionais de enfermagem (níveis superior e técnico) e 205 para técnicos operacionais de saúde (níveis médio e técnico). 

As inscrições terão início a partir das 16h do dia 20/6 e seguem até as 16h do dia 25/7. O valor da taxa é de R$135 para o cargo de médico; R$100 para os de analista e de profissional de enfermagem de nível superior; e R$75 para os cargos de técnico e auxiliar administrativo.  O edital pode ser conferido nos sites da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e no da própria Fhemig.

Processos simplificados

A Fhemig está também com processos seletivos simplificados para 30 vagas em Belo Horizonte e em Sabará, na Grande BH. As oportunidades são para os complexos de Especialidades (hospitais Júlia Kubitschek e Alberto Cavalcanti) e de Urgência e Emergência (hospitais João XXIII, João Paulo II e Maria Amélia Lins), para os hospitais Eduardo de Menezes e Cristiano Machado e também para o MG Transplantes.

No Complexo Hospitalar de Especialidades as inscrições vão até 2/5, assim como no Hospital Cristiano Machado, em Sabará. Já no Hospital Eduardo de Menezes  e Complexo Hospitalar de Urgência e Emergência  se encerram no dia 3/5. Os interessados têm até o dia 4/5 para concorrerem à vaga de auxiliar administrativo do MG Transplantes.

Há ainda mais três vagas para a Administração Central da Fhemig e mais sete para o Complexo Hospitalar de Barbacena.

A Fhemig conta ainda com com dez vagas para a Casa de Saúde São Francisco de Assis (CSSFA), em Bambuí. As oportunidades são para técnico em patologia, fisioterapeuta, nutricionista, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, médico generalista e médico clínico. Os interessados têm até esta sexta-feira (28/4) para fazer a inscrição no processo seletivo. 

Educação

Além da autorização do governador Romeu Zema para nomear 5 mil candidatos excedentes do concurso de 2017 na área de educação, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) já definiu a Fundação Getúlio Vargas (FGV) como a  banca organizadora de um novo certame, cujo edital deve sair ainda em maio deste ano. Ao todo, estão previstas 19.878 vagas.

Segundo informações da própria SEE, estão previstas 13.121 vagas para professor de educação básica, 3.393 para assistente técnico de educação básica, 1.656 de especialistas em educação básica, além de oportunidades para técnico de educação (311), analista educacional (407); analista educacional, na função de inspetor escolar (438) e analista de educação básica (552).

Comentários
×