Comércio já se prepara para a Black Friday

Mas, mesmo diante de tantas ofertas, consumidor deve estar atento, recomenda pesquisa

 

Da Redação

Datas sazonais são oportunidades importantes para aumentar o faturamento no comércio. E, para fechar o ano com chave de ouro, muitos empresários estão apostando nas vendas da Black Friday e Natal. Neste ano, a promoção, já tradicional, ocorrerá no dia 26 de novembro. No entanto, nem sempre os itens mais desejados possuem os melhores descontos, pelo menos é o que dizem especialistas e pesquisas. Se, antes, a data era o momento de comprar aquele produto que tanto se desejava há muito tempo, hoje ela é vista como oportunidade para se economizar nas compras, seja um eletrodoméstico, alimentos, bebidas e até mesmo já comprar alguns presentes de Natal.

 

Segmentos

Antes, o evento era relativamente aproveitado pelos segmentos dos grandes magazines e, como a moda pegou, a data é compartilhada também entre redes de farmácias, fast-food e nos mais diversos segmentos do varejo.

— Hoje em dia, a variedade de segmentos que alinharam a data é incrível, só faltam as lanchonetes e restaurantes aderirem à data e olha que não vai demorar muito — disse o comerciante Paulo Roberto.

Já o gerente de uma loja de material esportivo, Marcelo Neves, disse estar com tudo pronto para o evento.

— Como no ano passado, nossa campanha vai durar a semana toda e esperamos vender uns 5% a mais em relação ao mesmo período de 2020. E apostamos nas vendas das camisas oficiais do Atlético, pois, neste ano, ao que tudo indica, ninguém tira o título brasileiro dele — argumentou Marcelo. 

 

Estratégias

E, para conseguir se superar a cada ano, as grandes redes de lojas de eletrodomésticos já estão com suas estratégias traçadas para as duas datas mais esperadas do ano.

— Para conseguirmos o mesmo sucesso do ano passado, nós, da linha de frente, bem como toda a diretoria, estamos ligados nos lançamentos, nos itens que devemos focar, pesquisando o concorrente. Assim, trocamos ideias para que toda nossa estratégia de marketing esteja focada em itens especiais, como a linha branca e ações válidas também para o Natal — revelou o gerente de uma loja de rede nacional, Everton Amaral.

 

Alerta

Mas, mesmo diante de tantas ofertas, o consumidor deve estar atento e pesquisar os preços dos produtos que deseja comprar antes do período de promoções. Há a suspeita no mercado de que algumas lojas elevam os preços das mercadorias antes da data para, no dia da Black Friday, os produtos estarem com preços menores. 

O advogado e ex-gerente do Procon, Ulisses Dantas Couto, alerta para a prática da maquiagem de preços.

— É fundamental o consumidor estar atento, pois algumas empresas aumentam previamente os preços dos produtos para oferecer um desconto artificial no dia da campanha, prática considerada publicidade enganosa. A melhor maneira de conferir se o desconto é real é monitorar previamente o preço e, no dia da promoção, fazer pesquisa de preço em várias lojas ou sites de e-commerce — alerta.


Comentários
×