Comércio abre em horário especial no Dia das Crianças

Objetivo é aquecer as vendas na data dedicada aos pequenos

 

 

 

Jorge Guimarães 

 

Considerada uma das principais datas para o comércio varejista neste segundo semestre, o Dia das Crianças, comemorado amanhã, será de portas abertas para o comércio. Apesar da cautela em função da retomada gradual do comércio, a reta final do fim de ano, marcada por datas comemorativas, já começa a recuperar o otimismo dos empresários locais. As datas que estão por vir, como o Natal, possuem forte apelo emocional e comercial junto aos variados tipos de públicos, o que leva muitos estabelecimentos a investir em ações para atrair o consumidor. 

— Nossas ações para as próximas datas comemorativas já estão prontas e, dentre elas, um especial para a Black Friday deste ano. Vitrines e descontos, além de  promoções criadas por entidades de classe, estão dentro do nosso cronograma. Isso além de contar com todo o apoio de nossos colaboradores. Esperamos aumentar em até 10 % o nosso volume de vendas — avalia o empresário do ramo de confecção infantil, Guilherme Vasconcelos.  

 

Horário especial 

 

E, para incrementar as vendas, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Divinópolis preparou uma sugestão de horário especial para que os consumidores possam ter mais tempo para realizar suas compras. A proposta é de que as lojas funcionem hoje até às 20h. Já amanhã, a é das 9h às 18h. Lembrando que o horário é facultativo, podendo o lojista adotar ou não.

Campeões de vendas 

Mais uma vez, conforme pessoas ouvidas pela reportagem, os produtos mais visados neste Dia das Crianças, serão roupas e calçados, seguido dos mais diversos itens de brinquedos, como bonecas, jogos de tabuleiro e educativos. 

— Estou fazendo a minha pesquisa de preços, como sempre faço. Passei aqui para ver alguns brinquedos, mas os principais são roupas e calçados e, de lembrancinhas, alguns brinquedos para os mais pequenos — revelou a aposentada, Lenita Santos. 

 

Brasil

 

O Dia das Crianças de 2022 deve movimentar R$ 13,68 bilhões no comércio (o valor estimado é maior do que o ano passado, que foi de 10,93 bilhões). É o que aponta pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais. De acordo com o levantamento, 73% dos consumidores brasileiros devem ir às compras para presentear as crianças.

Comentários
×