Com redução de imposto, gasolina volta a ser vendida abaixo de R$ 6

Queda da alíquota do ICMS chega às bombas dos postos de combustíveis

Jorge Guimarães

 

A semana começou com ótimas notícias para os divinopolitanos: desde a última terça-feira, os preços da gasolina e do etanol começaram a cair nas bombas de gasolinas dos postos da cidade. Os preços ontem estavam abaixo dos R$ 6 para a gasolina. O motivo da queda é que o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou, na última sexta-feira, 1º, a redução o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) da gasolina, da energia elétrica e da comunicação no Estado para 18%. A mudança segue a determinação da lei federal que estabeleceu o limite do imposto para esses serviços, considerados essenciais, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) na última semana. O imposto sobre a gasolina era 31%, enquanto o da energia elétrica era 30% e o da comunicação (telefonia e internet), 27%. 

O preço do combustível já vinha caindo ao longo da última semana, em postos da cidade, pois a mesma lei zerou as alíquotas de PIS/Cofins e Cide, impostos federais que somavam R$ 0,69 por litro. Agora, somado à queda do ICMS no Estado, é esperada uma queda de até R$ 1,55 no litro, segundo o Ministério de Minas e Energia (MME).

 

Preços

 

Segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP), na última semana, realizada em dez pontos de vendas em Divinópolis, o preço médio da gasolina foi de R$ 7,24, o mais baixo encontrado ficou em R$ 6,99 e o mais caro em R$ 7,49. Já o etanol, o preço médio era de R$ 4,77, o mais baixo de R$ 4,67 e o maior em R$ 4,99. Até ontem, de acordo com o levantamento feito pela reportagem, em oito postos de combustíveis, o preço médio da gasolina já estava abaixo dos R$ 6 sendo comercializada a R$ 5,99 e o preço médio do etanol caiu para R$ 4,49. Queda de 17% e 5%, respectivamente, em uma semana. 

Para se ter uma ideia das quedas de preços, uma grande rede de combustíveis fechou a semana passada com o preço da gasolina em R$ 6,99 e, hoje, o preço era de R$ 5,99, queda de R$ 1,00, entre o fim de semana e o começo desta. Já no etanol, a queda foi de R$ 0,20, R$ 4,69 para R$ 4,49. 

É relevante lembrar ao consumidor que nem todos os postos de combustíveis ainda não receberam novas remessas de combustíveis e trabalham com os preços velhos. Mas há também gasolina sendo vendida a R$ 5,87 e etanol a R$ 4,38. A pesquisa é aliada da população na hora de encontrar os menores valores.

— Os postos que têm maior rotatividade já receberam novas remessas a partir do dia 1º, e assim estão trabalhando com os preços já descontados a baixa do ICMS. Mas tem também aqueles que ainda têm combustíveis em estoque e ainda não receberam remessa. Portanto, cabe a nós realizarmos uma prévia pesquisa para saber onde está mais barato. Como o mercado é livre, os preços devem cair ainda mais, pois a concorrência é quem dita as normas do mercado — detalhou o economista, Leandro Maia. 

 

Concorrência

 

Como a reportagem levantou, um ponto de venda na MG 050 comercializava, ontem, a gasolina por R$ 5,87 e o etanol a R$ 4,38, o que significa que a concorrência vai ser forte para os próximos dias.

— Os preços e suas estratégias de vendas são elaboradas pelas distribuidoras, cada uma faz o que melhor lhe convier para o ganho de mercado. Assim, a concorrência é quem dita as regras, cada um sendo mais agressivo que o outro. E ainda tem os postos de bandeiras brancas, que têm um poder de fogo ainda maior, pois compram onde lhes é conveniente, em relação aos preços — argumenta o gerente Élcio Oliveira. 

Procurar sempre o melhor preço sem esquecer da qualidade do produto. Essa é a sugestão do representante farmacêutico, Gerson Moura.

— Procuro me fidelizar onde abasteço o meu veículo, pois sei da garantia da boa qualidade do produto. Mas sempre faço minhas pesquisas de preços para saber onde abastecer, mas sem antes me certificar da procedência do produto. Produtos sem qualidades podem trazer grandes prejuízos aos veículos e, principalmente, para os nossos bolsos — concluiu.

 

Foto: Divulgação

 

Preço da gasolina e do etanol em baixa na cidade  

 

 

Comentários
×