Coluna Sindijori 23/02/2022

Corantes no rio para pesquisas

O Serviço Geológico do Brasil e a Agência Nacional de Águas (ANA) lançaram traçadores corantes no rio Verde Grande, na comunidade de Peri-Peri, no município de Montes Claros, em Minas Gerais. Para acompanhar o curso da água, pesquisadores do SGB-CPRM diluíram no rio, um corante, usado como traçador. De cor verde fluorescente, pode ser identificado visualmente a olho nu e detectado por meio de análise de amostras quando muito diluído. O corante não causa nenhum tipo de dano a seres humanos, animais ou ao ecossistema. A iniciativa visa verificar para onde vão as águas do Verde Grande que “desaparecem” em determinados pontos do rio. (gazeta Norte Mineira – Montes Claros)

 

Professores de Arcos estão parados

O Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Arcos deflagrou nesta semana uma paralisação dos professores da rede municipal, por prazo indeterminado, devido à não aplicação do Piso Salarial Profissional Nacional (Profissional de Magistério) em 2022. Segundo o Sindicato, apesar de todos os ofícios e requerimentos enviados pelo órgão sindical sobre a valorização e respeito aos profissionais da educação, a Administração Municipal não demonstrou nenhuma intenção ao diálogo e à resolução das questões demonstradas. (Correio do Centro Oeste – Arcos)

 

Defensoria de Lafaiete faz mutirão

Quem quer resolver de forma amigável os conflitos familiares, como divórcio, reconhecimento e dissolução de união estável, alimentos [pensão], guarda, investigação de paternidade, entre outros, pode se inscrever no Mutirão da Defensoria Pública. Assim, os envolvidos nessas questões poderão solucionar de maneira rápida e gratuita essas situações, evitando ações judiciais. A ação vai ocorrer em todo o estado, envolvendo 42 Defensorias Públicas, inclusive a de Lafaiete. Os interessados podem se inscrever até o dia 25 de fevereiro, basta comparecer na unidade da cidade. (Correio da Cidade – Conselheiro Lafaiete)

 

Plano de saúde para advogados

Os advogados e estagiários mineiros com a OAB ativa e estudantes de direito têm a possibilidade de adquirir planos de saúde da Unimed com valores até 27% menores do que os praticados na empresa comumente para o público em geral. Isso se deve à Caixa de Assistência dos Advogados, braço social da OAB, ter como finalidade oferecer à advocacia mineira os melhores benefícios. Por meio da Caixa de Assistência, a OAB Saúde tem o propósito de garantir a toda advocacia e seus familiares, acesso a serviços médicos de qualidade e com preços acessíveis. Informações: OAB Saúde – Caixa de Assistência dos Advogados - Para mais informações: (31) 2103-1604 /1605 /1603

 

Associativismo na internet no campo

O associativismo está provando como uma organização coletiva de agricultores familiares pode garantir benefícios às comunidades rurais, fazendo com que se tornem mais fortes e preparadas para lidar com demandas e desafios nessa era digital. É o que mostrou a experiência da Associação Sete Posse Três, na comunidade do mesmo nome, no município de Ladainha, no Vale do Mucuri. Foi desenvolvido um trabalho que recebeu o nome de “A força do associativismo na era digital”. Um grupo de agricultores familiares do município conseguiu se organizar, por meio da entidade, e comprou uma antena para ter acesso à internet. (Diário do Rio Doce – Governador Valadares)

 

Pouso Alegre cancela ponto facultativo

A Câmara Municipal de Pouso Alegre aprovou em única votação, em sessão extraordinária,  o projeto enviado pelo poder Executivo que cancela o ponto facultativo do Carnaval na cidade entre os dias 28/02 e 02 de março. Por causa do aumento no número de casos de covid-19 na cidade e na região, a Prefeitura decidiu não decretar o ponto facultativo no período de festa. Com isso, todas as repartições públicas municipais terão expediente normal. Ainda consta no projeto aprovado a proibição da realização de eventos e quaisquer festas de carnaval, em ambientes abertos ou fechados. (Diário Regional – Pouso Alegre)

 

Serra tem especulação imobiliária

Desde a regulamentação da Lei Complementar 245, de 12 de janeiro de 2021 – que cria o Zoneamento Ecológico Econômico da Área de Proteção Ambiental (APA) Serra de Santa Helena – a especulação imobiliária chegou a um dos principais pontos turísticos de Sete Lagoas, a serra. A APA foi criada pela Lei nº 5.243 (de 07 janeiro de 1997) como instrumento da política ambiental municipal a fim de garantir a preservação de uma área de 5.860,4506 hectares. É fácil achar no Youtube consultores de diferentes empresas anunciando, literalmente: Vem morar na Serra de Santa Helena! (Jornal Sete Dias – Sete Lagoas)

 

Comentários
×