Coluna Renata Rachid 25 de outubro de 2022

1-Eleição 

Domingo, 30, o Brasil irá às urnas sob o olhar atento do mundo. O resultado da eleição mais polarizada da história terá reflexos, não apenas no nosso País e na América Latina, mas no planeta como um todo.

Mas precisamos nos atentar, pois, infelizmente, vivenciamos uma fase de extremismos.

O extremismo político não está relacionado a um posicionamento ideológico específico, mas pode existir tanto nas ideologias de direita quanto de esquerda. 

O filósofo político e historiador italiano Norberto Bobbio (1909- 2004), no livro "Direita e Esquerda: Razões e significados de uma distinção política", afirma que as ideologias opostas encontram pontos de convergência em suas alas radicais, já que esses movimentos têm muito em comum, não no âmbito dos programas ideológicos, mas no fato de pertencerem à ala extremista contraposta à ala moderada. Bobbio afirma que os "extremos se tocam". 

Concordo com ele: os extremos têm muitos pontos em comum. 

Já ouviu falar na Teoria da Ferradura? Dá um Google aí!

O problema é que a atuação desse radicalismo não fica restrita ao campo das ideias, passando para uma postura desrespeitosa, violenta e terrorista! 

Infelizmente, vivenciamos muitos episódios truculentos nos últimos dias, e nunca se viu uma eleição tão violenta. 

Ameaças, ofensas, agressões e, até mesmo, assassinatos. Sem falar nas plataformas digitais, repletas de notícias mentirosas, usadas para enganar, prejudicar e plantar o terror contra os indivíduos ideologicamente contrários. 

Observo esse cenário com muita tristeza.

Podemos ter opiniões contrárias, mas isso não nos torna inimigos. 

Vejo pessoas adoecidas, com muita desinformação e verdadeiro efeito manada.

O discurso de ódio e a violência extremista, que estamos vendo ser propagados de forma corriqueira, são profundamente maléficos para manutenção de uma sociedade democrática. Eles corroem o tecido civilizatório e fazem do medo um ingrediente para conduzir a vontade das pessoas, que devem escolher livremente, e não mediante pressão ou terror.

Só a verdadeira democracia garante e concretiza o bem comum, os direitos humanos, os deveres, a vida segura para todos, o bem-estar, a igualdade de tratamento, a liberdade de expressão, de ação, de culto e de escolha do próprio estado de vida e de participação na vida política.

Demoramos muito para chegarmos aqui. Foram vidas sacrificadas, famílias desoladas. Não foi nada fácil. Nosso País já atravessou momentos sombrios e sempre é bom observarmos a história para que problemas antigos não se repitam.

Não podemos retroceder, pois é para frente que se anda! 

Digo por mim: quero um País mais justo e democrático, com oportunidade para todos!

Por isso, meus amigos, vamos nos acalmar e olhar verdadeiramente para dentro. Nem sempre o clamor dos nossos grupos representa o que, de fato, é melhor para nós. Como diria o pensador francês Gustave Le Bom (1841 " 1931), em sua obra Psicologia das Multidões, "na mentalidade coletiva, as aptidões intelectuais dos indivíduos e, consequentemente, suas personalidades se enfraquecem". 

Precisamos refletir e fazer a nossa parte. O momento é agora! 

Beijo grande de Luz!

@renatanrachid

 

2-Espetáculo 

A ONG Céu Azul convida a todos para o espetáculo Circo X TEA. 

O evento acontecerá no dia 1° de novembro, às 19h, no Teatro Gravatá, em Divinópolis.

Segundo a presidente da ONG, Skarlait Neves, o grande espetáculo, mais do que uma apresentação, é a superação para as nossas crianças e adolescentes com autismo.

Os ingressos são gratuitos e podem ser retirados na Loreto Bookstore, no Shopping Pátio, ou na secretaria da ONG Céu Azul (Avenida Antônio Neto, 1728). 

É importante lembrar que o Centro Especializado Unidos pelo Autismo depende de doação para funcionar. Se puder contribua com esse trabalho tão importante e especial! 

PIX: CNPJ-03496980000153-

 

 3- Velinhas 

Élida Nascimento, mais conhecida como Kinkinha, é a nossa aniversariante da semana! 

Felicidades!

 

 4- IBDFAM de casa nova

O Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), que completa 25 anos, inaugurou, na última sexta-feira, sua sede própria na capital mineira. No evento, estiveram presentes nomes muito importantes para o Direito, tais como: Rodrigo da Cunha Pereira, Maria Berenice Dias e Giselda Hironaka,José Roberto Moreira Filho, além de diversas autoridades. Divinópolis, por sua vez, terá uma Diretoria Regional do IBDFAM que, presidida pelo advogado Manoel Brandão, contará, ainda, com a participação das advogadas Sheila Assis, Marina de Alcântara e Larissa Reis na respectiva diretoria. A finalidade do instituto é disseminar o estudo do Direito de Família por meio do debate e da produção científica. Parabéns, Divinópolis!

Alguns registros da inauguração:

 

 



 

 

 

 

 

 

(Faremos um mural com as fotos)

 

 5-It’s a girl!

A Família Ross com Classe anunciou a chegada de uma irmãzinha para Sofia.

Parabéns aos papais Fabrícia e Juninho.

Coment√°rios
×