Coluna Por Trás da Franja 18/02/2022

Por trás da Franja

A franja está muito suada e colada na testa nesta semana para um texto plausível. A amostra grátis do inferno, com temperaturas absurdas à tarde sucedidas por trovões e tempestades toda a noite, tem causado não só choque térmico, como conflitos internos emocionais e fisiológicos. O Céu e a Terra (que já tremeu mais de 32 vezes) estão mandando sinais, está tudo errado, gente. Ou a gente presta atenção e muda, ou nós seremos literalmente arrastados daqui. 

 

Homenagem Cláudio Ramos

A história do teatro em Divinópolis pode se resumir em antes e depois de Cláudio Ramos. O artista, que nos deixou no último domingo, iniciou sua história com a nossa cidade no começo dos anos 90. Cláudio teve uma identificação imediata com o povo daqui, com o ambiente, a cena cultural e foi acolhido pela família Fagundes, e assim ele se tornou o ator que mais vezes se apresentou no lendário Theatron. A peça “Lugar de Mulher” foi encenada por centenas  de vezes na cidade e sempre foi sucesso de público. Mesmo após o fim da Campanha de Popularização do Teatro, que durou oito anos, idealizada por Cláudio, ele retornou a Divinópolis diversas vezes com outras produções independentes. Ele foi referência e inspiração para muitos da cena artística da sua cidade, não só como artista, mas como um ser humano que esbanjava alegria, otimismo, positividade, sempre vibrando alto. O ator e humorista Ricardo Silva é um desses, que aprendeu com Cláudio Ramos a amar o palco e assim seguir na arte como profissão. Aqui, deixamos o registro de nossa admiração e eterna saudade. 

 

Frase da semana

"Se Cláudio Ramos pudesse escolher um lugar para vir se despedir antes de partir, com certeza seria Divinópolis. Eu, Ricardo, agradeço pessoalmente a ele, pois aprendi o valor do teatro e enxergar como uma profissão, e acreditar que poderia dar certo e, sobretudo, amar o teatro."

 

Medalhistas

Entre 600 escolas, o Cefet Divinópolis ficou em primeiro lugar pela segunda vez na  Olimpíada Brasileira de Cartografia (Obrac) - a primeira vez foi em 2019. No evento, que acontece a cada dois anos, os estudantes passam, no decorrer de um ano, por provas teóricas, práticas e a última etapa, que acontece na cidade de Niterói - Rio de Janeiro, onde as três melhores escolas disputam uma corrida de orientação. Essa modalidade esportiva envolve mapa, bússola e um dispositivo, que os alunos devem usar para identificar todo o trajeto. A equipe que fizer o menor tempo é a vencedora da Obrac. Os trabalhos foram orientados por uma equipe multidisciplinar do Cefet: os professores Rodrigo Bessa, Nádia Mello e a doutoranda Paula Santos, e ainda contou com a servidora pública, a enfermeira Helena Maria dos Santos, que também acompanhou a comissão na viagem ao Rio de Janeiro. Além disso, os alunos produziram um curta-metragem, que está disponível no YouTube, em que apresentam vários pontos turísticos da cidade, intitulado  “Onde o sol se põe”.  Vale a pena conferir!

 

Experiência Gastronômica

Na primeira mordida é crocante e depois o recheio derrete na boca. Se eu pudesse resumir os cookies da Galleta, seria "uma experiência". Essa começa pela caixa, que, ao abrir, já invade de sabor, o capricho de embalar um a um, o uso de ingredientes nobres como nozes, pistache, chocolate e todos os demais recheios. Encomende o seu, saiba mais em @galletaconfeitariaartesanal.

 

Notáveis 

Depois da memorável edição em agosto do ano passado, Jornal Agora, Acid e Conselho da Mulher Empreendedora juntos realizam a edição 2022 do Prêmio Mulheres Notáveis. Fiquem ligados nas redes do Agora que, no mês de março, vamos dar início à etapa de indicações e na semana seguinte as votações. A noite de premiações será em abril, em um espaço que vai surpreender. Conto mais em breve.

 

Aniversariantes

E minhas felicitações nesta semana vão para os aquarianos Marco Aurélio Braga, Kelson Mendonça, Anna Lúcia Silva e Clícia Machado.

Comentários
×