Brasil ter√° vacina nacional contra covid ainda neste ano, revela ministro

Marcos Pontes informou que imunizante de produção nacional já teve pedido aprovado na Anvisa

Da Redação

Ainda em um processo de controle, imunização e controle da covid-19, o Brasil vai produzir a primeira vacina 100% nacional ainda em 2022. A previsão de cerca de nove meses para o início do processo é do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes. O prazo, porém, é incerto porque depende do sucesso das pesquisas nas três fases de testes com humanos até se chegar a uma aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O ministro ressaltou o Brasil investiu em 16 tecnologias nacionais de imunizantes, das quais cinco pesquisas evoluíram a ponto de entrar com pedido, ao órgão regulador, para testes em massa. Destas, apenas uma já recebeu o sinal verde.

Pontes revela que os testes começaram em janeiro na cidade de Salvador (BA). Voluntários de Estados Unidos e Índia também deverão participar. Ao todo, os investimentos na vacina nacional devem somar R$ 350 milhões.

Nome

A princípio, a vacina se chamará RNA MCTI Cimatec HDT, numa referência ao grupo envolvido nas pesquisas. O imunizante foi desenvolvido pelo Senai Cimatec em parceria com a empresa americana HDT Bio Corp, com a RedeVírus e financiamento do MCTI.

Trata-se da primeira vacina com a tecnologia replicon de RNA (RepRNA) a ter um estudo clínico realizado no País. Essa tecnologia permite que o RNA seja capaz de se autorreplicar dentro das células, o que garante uma resposta imune robusta e duradoura com uma dose menor da vacina.

 

Coment√°rios
×