Bolsonaro vence em 17 das 20 principais cidades da região

Lula triunfa somente em Itapecerica, Carmópolis de Minas e São Sebastião do Oeste

Bruno Bueno

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi eleito presidente da República. Mas, se dependesse da maioria da população do Centro-Oeste de Minas Gerais, o resultado seria outro. Um levantamento feito ontem pela reportagem com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que Jair Messias Bolsonaro (PL) venceu em 17 dos 20 principais municípios da região.

O petista se sagrou vitorioso apenas em Itapecerica, Carmópolis de Minas e São Sebastião do Oeste. Em alguns municípios, como Perdigão e Nova Serrana, a votação do atual presidente teve margem superior a 70%. 

Divinópolis

A maior e mais importante cidade da região é um exemplo da popularidade do político no Centro-Oeste mineiro. Berço do senador eleito Cleitinho Azevedo (PSC), Bolsonaro teve 76.341 votos em Divinópolis, cerca de 55,64% do total. Lula, por sua vez, contabilizou 60.868 votos - 44,36% do total.

Bolsonaro já havia vencido no 1º turno com 65.668 votos (49,12%). À época, Lula teve 56.562 votos (42,31%) do total. O candidato do PL ganhou cerca de 11 mil votos em relação à primeira disputa. O petista, por sua vez, cresceu menos de cinco mil.

Ao todo, 143.119 divinopolitanos compareceram às urnas no domingo: 1,43% deste número, 2.044 pessoas, votaram em branco e 3.866 (2,70%) anularam. O índice de abstenções foi de 16,19%. Isso significa que 27.649 moradores da cidade não votaram.

Itapecerica, Nova Serrana e Perdigão

Lula teve 7.586 votos em Itapecerica, 53,78% do total. Bolsonaro registrou 6.519 votos e 46,22%. Os dados apontam que 14.744 residentes do município compareceram às urnas no domingo. 1,44% deste número, 213 pessoas, votaram em branco. 426 (2,89%) anularam. O índice de abstenções foi de 17,54%. Isso significa que 3.137 moradores da cidade não votaram.

Bolsonaro venceu com folga em Nova Serrana - 34.819 moradores da cidade do calçado votaram no atual presidente, o que representa 72,32% do total. Lula teve 27,68% e 13.328 votos. Segundo o TSE, 49.650 pessoas compareceram às urnas: 717 votaram em branco (1,45%) e 786 anularam (1,58%); 9.837 (16,54%) não compareceram.

Perdigão seguiu a mesma linha. Bolsonaro teve 75,52% e 4.892 dos votos. Lula, por sua vez, contabilizou 1.586 votos e 24,48% do total. 6.686 pessoas compareceram às urnas da cidade. 81 votaram em branco (1,21%) e 127 anularam (1,90%). 1.377 (17,08%) não compareceram.

Samonte, São Sebastião do Oeste e Pará de Minas

Bolsonaro venceu em Samonte com facilidade. Ele teve 11.569 votos e 72,59% do total na cidade. Lula contabilizou 4.368 votos e 27,41%. 16.483 pessoas compareceram às urnas no município. 229 votaram em branco (1,39%) e 317 anularam (1,92%). 3.857 (18,96%) não compareceram.

A eleição em São Sebastião do Oeste foi uma das mais equilibradas da região. Lula venceu com 50,99% e 2.599 votos. Bolsonaro teve 49,01% e 2.498 votos. A diferença na cidade foi de apenas 99 eleitores. 5.259 pessoas compareceram às urnas no município. 49 votaram em branco (0,93%) e 113 anularam (2,15%). 902 (14,64%) não compareceram.

O candidato do PL também se sagrou vitorioso em Pará de Minas. Ele teve 33.252 votos e 64,61% na cidade. Lula registrou 18.210 votos e 35,39%. 54.052 pessoas compareceram às urnas no município. 784 votaram em branco (1,45%) e 1.806 anularam (3,34%). 11.943 (18,10%) não compareceram.

Itaúna, Bom Despacho e Carmo da Mata

Bolsonaro triunfou em Itaúna, Bom Despacho e Carmo da Mata. Em Itaúna, ele teve 36.985 votos e 66,44%. Lula contabilizou 18.682 votos e 33,56%.  58.301 pessoas compareceram às urnas no município. 863 votaram em branco (1,48%) e 1.771 anularam (3,04%). 12.942 (18,17%) não compareceram.

O atual presidente teve 19.599 votos em Bom Despacho, cerca de 66,65% do total. Lula teve 9.809 votos e 33,35%. Das 30.610 pessoas que compareceram, 485 (1,59%) votaram em branco e 717 anularam (2,34%). O número de abstenções contabilizou 8.182 e 21,09%.

A votação foi apertada em Carmo da Mata. Bolsonaro teve 4.013 votos e 52,28%, enquanto Lula registrou 3.663 votos e 47,72%. 8.004 pessoas compareceram. Destas, 96 votaram em branco e 232 anularam. Duas mil pessoas não foram votar, o que representa 19,99%.

Oliveira, Carmópolis, Arcos e Cajuru

Em votação acirrada, Bolsonaro também venceu em Oliveira. Ele teve 19.969 votos e 50,32%. Lula contabilizou 12.804 votos e 49,68%. 27.028 pessoas foram votar. 482 (1,78%) votaram em branco e 773 (2,86%) anularam. 6.353 (19,03%) não compareceram.

Lula venceu em Carmópolis de Minas com pequena vantagem. O petista teve 5.755 votos e 50,50% do total. Bolsonaro registrou 5.641 votos e 49,50%. 11.893 compareceram às seções eleitorais. 170 (1,43%) votaram em branco e 327 (2,75%) anularam. 2.249 pessoas (15,90%) não foram votar.

Bolsonaro teve 14.258 votos e 56,98% em Arcos. Lula contabilizou 43,02% e 10.765 votos. 26.391 pessoas foram votar. 539 (2,04%) brancos, 829 (3,14%) nulos e 5.831 (18,10%) abstenções foram registrados.

O presidente teve 8.157 votos e 54,65% em Cajuru. Lula registrou 45,35% e 6.768 votos. 15.561 pessoas foram votar. 253 (1,63%) brancos, 383 (2,46%) nulos e 3.103 (16,63%) abstenções foram registrados.

São Gonçalo, Cláudio e Araújos

Bolsonaro também venceu em São Gonçalo do Pará, onde registrou 3.814 votos e 55.47%. Lula teve 3.062 votos e 44,53%. 7.170 pessoas foram votar. 113 (1,58%) brancos, 181 (2,52%) nulos e 1.551 (17,78%) abstenções foram protocolados.

Em Cláudio, o presidente registrou 11.623 votos e 66,78%. Lula teve 5.781 votos e 33,22%. 18.208 pessoas foram votar. 331 (1,82%) brancos, 473 (2,60%) nulos e 3.563 abstenções (16,37%) foram contabilizados. 

Araújos registrou 3.218 votos e 61,47% para Bolsonaro. Seu rival teve 2.017 votos e 38,53%. 5.432 pessoas foram votar. 80 (1,48%) brancos, 117 (2,15%) nulos e 1.016 (15,76%) abstenções foram registradas.

Conceição do Pará, Igaratinga e Formiga

As últimas cidades analisadas também registraram preferência em Bolsonaro. Em Conceição do Pará, o presidente teve 2.610 votos e 65,48%. Lula contabilizou 1.376 votos e 34,52%. 4.133 pessoas foram votar. 54 (1,31%) brancos, 93 (2,25%) nulos e 978 (19,14%) abstenções foram protocoladas.

Igaratinga registrou 3.651 votos e 56,92% para Bolsonaro. Seu rival na disputa teve 2.763 votos e 43,08%. 6.695 pessoas foram votar. 108 (1,62%) brancos, 173 (2,58%) nulos e 1.406 (17,36%) abstenções foram registradas.

Bolsonaro teve 26.008 votos e 62,20% em Formiga. Lula registrou 15.808 votos e 37,80%. 43.870 residentes foram votar. 675 brancos (1,54%), 1.379 nulos (3,14%) e 10.942 (19,96%) abstenções foram contabilizados.

Vantagem

Entre as cidades analisadas pela reportagem, Perdigão foi a que registrou a vitória mais elástica de Bolsonaro. O candidato do PL teve 75,52% e 4.892 dos votos. Lula, por sua vez, contabilizou 1.586 votos e 24,48% do total. Isso significa que 7 em cada 10 eleitores perdiguenses votaram em Bolsonaro.

Lula venceu com maior vantagem em Itapecerica, onde teve 7.586 votos, 53,78% do total. Bolsonaro registrou 6.519 votos e 46,22% no município.

Outros números

Carmo da Mata registrou a maior porcentagem de abstenções. Exatamente duas mil pessoas aptas a votar não compareceram às seções, cerca de 19,99% do total. Os números mostram que dois a cada 10 eleitores do municípios não compareceram.

O índice mais alto de votos nulos foi contabilizado em Pará de Minas. 1.806 eleitores  anularam , aproximadamente 3,34% do total. Arcos registrou a maior porcentagem de votos em branco: 2,04%. 539 pessoas se encaixam neste quadro. 

Minas 

Mesmo com a imensa vitória de Bolsonaro na região Centro-Oeste, Lula saiu vitorioso em Minas Gerais. Popular em regiões como Norte e Zona da Mata, o petista teve 6.190.960 votos, 50,20% do total. Bolsonaro registrou 6.141.310 votos e 49,80% do total. Lula já havia vencido no 1º turno, mas com uma diferença de aproximadamente 600 mil votos. Na segunda disputa, a distância caiu para menos de 50 mil votos.

Ao todo, 12.866.284 mineiros compareceram às urnas no domingo. 1,42% deste número, 183.206 pessoas, votaram em branco. 350.808 (2,73%) anularam. O índice de abstenções foi de 20,99%. Isso significa que 3.418.331 mineiros não votaram.

 

 

 

Comentários
×