Bolsonarista é preso em Divinópolis após agredir mulher

Da Redaçao 

Um policial penal apoiador do atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PL) foi preso na tarde desse sábado, 29, após agredir uma mulher que participava de um ato pró Lula (PT). Nas redes sociais a mulher que foi agredida relatou que foi abordada pelo homem quando estacionava o seu veículo após participar da carreata realizada em apoio ao ex-presidente, momento em que ele jogou cerveja contra ela e a chamou de “lésbica”. 

– Estacionei o carro, o cara veio e falou sai daqui. Vou quebrar seu carro se ficar aqui. Aí eu desci do carro e falei: como é que é? Ele falou: só pode ser lésbica. Quem é do PT só pode ser lésbica. Jogou cerveja no meu carro, jogou em mim – conta.

Segundo testemunhas, antes de agredir a mulher, o policial penal já havia se envolvido em uma confusão com outro participante do ato pró-Lula. O homem abordou o estudante Lucas Melo, enquanto ele bandeirava na carreata. O policial penal questionou se o apoiador de Lula havia recebido dinheiro para participar do ato e o atacou verbalmente com agressões homofóbicas.

O estudante também registrou boletim de ocorrência contra o homem. O policial penal foi preso, e após ser ouvido na delegacia ele foi liberado. 

Comentários
×