Ataliba Lago divulga agenda cultural de janeiro

Da Redação

A Prefeitura de Divinópolis, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Semc) – Biblioteca Municipal Ataliba Lago, apresenta a agenda cultural do mês de janeiro. 

Até o dia 28, estará aberta para visitação do público, a exposição OMEC – Objeto Multissensorial de Experiência Coletiva, inspirado na obra “1984” de George Orwell, desenvolvido por Mudalab, Coletivxs e o Periferia Sustentável. A mostra pode ser visitada de 7h30 às 19h.

A partir do dia 10, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), se iniciará o projeto Sensibiliza a Ação, de psicologia social e comunitária na saúde pública. O encontro será realizado toda segunda-feira, de 13h30 e às 15h, com o psicólogo Romero Marcius, do Centro de Saúde Central. 

No dia 11, ocorrerá o evento “Poesia Hereditária”, poemas, gravuras e vídeos, com Claudio Guadalupe e Marcos Alves de Almeida, às 19h30, com apresentação da Banda Banidxs, projeção de audiovisuais, sarau do coletivo Arteferia e declamação livre de poemas.

Semanalmente, o projeto Resenhas Literárias, apresenta uma resenha, com a gravação de audiovisuais por leitores da Biblioteca, convidando a população através das redes sociais oficiais, para conhecer o novo espaço e se cadastrar como usuário. O projeto também oferece sugestões de leitura, pertencentes ao acervo da biblioteca. Uma realização da Diretoria de Comunicação da Prefeitura e Secretaria Municipal de Cultura.

O atendimento ao público da Biblioteca é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 19h, e a instituição fica localizada na avenida Cel. Júlio Ribeiro Gontijo nº 420 no bairro Esplanada. Os interessados poderão acessar o AppDivinópolis para saber mais sobre a agenda ou ligar para 3222-7183 para tirar dúvidas.

Observação

Todas as atividades culturais estão abertas ao público respeitando os protocolos determinados pela Vigilância Sanitária, como o uso de máscaras e álcool gel. 

A Ataliba Lago receberá os usuários para permanência em seu espaço, onde os mesmos poderão fazer leitura de livros ou revistas, estudar, jogar xadrez e usufruir da brinquedoteca, sendo do mesmo círculo familiar até quatro pessoas na mesma mesa de estudo ou leitura; caso contrário uma pessoa por mesa, pelo período máximo de permanência de quatro horas diárias. 

Sendo do mesmo círculo familiar até quatro crianças pelo período de duas horas; caso contrário uma criança, pelo período máximo de uma hora diária. Três duplas de xadrez para jogar até duas horas diárias, sendo três tabuleiros disponíveis.
 
 
Comentários
×