Artesanato luxuoso

BLOCO DE MODA

Wagner Penna

 

Artesanato luxuoso

Um dos principais acontecimentos fashion, em nível mundial, foi o desfile do "Métirs d’Arts", inaugurando do edifício LeM19, que a Chanel inaugurou no mês de novembro, em Paris. Por que a inauguração de um prédio teria importância para a moda?

Primeiro, porque pertence à marca de moda mais famosa do mundo – e que também mais fatura, individualmente. Cerca de 12 bilhões de euros/ano. Depois, porque, embora os desfiles "métiers d’arts" sejam realizados há anos, dessa vez, o vaivém das modelos abriu o local que abriga as oficinas de artesanato ligados à moda (os "métiers d’art") mais tradicionais da França.

O fato é que a Chanel vem comprando esses ateliês há anos, procurando salvá-los da extinção em razão da manufatura chinesa fazer algo parecido – mas sem a tradição, a técnica, exclusividade, cuidados e o toque que só os franceses sabem colocar em cada trabalho. Mesmo pertencendo à Chanel, continuam atendendo outras grifes – principalmente na alta-costura. Estão lá a Lesage (que faz bordados), a Lognon (que faz plissados perfetíssimos), a Massaro (que faz sapatos sob medida) e tantas outras do mesmo nível.

O assunto está aqui na coluna porque Minas é considerada o principal celeiro de artesanato de moda do Brasil, herdado dos europeus que para cá vieram na época da exploração do ouro. A mistura dessas técnicas com a matéria-prima local resultou em algo único no Brasil.

Pois esse ouro brilhante está sendo perdido. E bastaria uma iniciativa dessas para preservar os principais veios da riqueza artesanal mineira.  O governo francês deu incentivos à Chanel para estimular o assunto – mas, por aqui, moda ainda é algo considerado secundário. Mesmo com altíssimo potencial econômico e social.

Uma pena.

 

VAIVÉM

  •  O vestuário venceu, de longe, como o segmento que mais vendeu neste Natal. Depois, vieram os perfumes e os acessórios. Traduzindo, quer dizer que o setor de moda entrou em quase 70% das listas de presentes natalinos. No total, foram movimentados quase 100 bilhões de reais em todo o pais, sendo que 56 bilhões apenas nos shoppings centers.  Mesmo assim, ainda foi 2,6% menor do que em 2020, que, por sua vez, já havia sido menos 2%  que em 2019.

 

  • A Globoplay lançou documentário sobre a vida do novelista Gilberto Braga, com casos e relatos de amigos sobre o escritor. É preciso dizer que sua influência na moda foi enorme, bastando citar a novela "Dancing Days", nos anos 1970, com Sonia Braga. Os brilhos (até nas meias de lurex usadas com salto alto) estavam por todo lado. Ele faleceu recentemente e era considerado o mais refinado entre os autores de novelas.Por isso (e por muito mais), vale a pena baixar o doc.

 

PONTO FINAL.

A moda ganha espaço na mídia nacional e os fatos mais relevantes na área, em 2021, foram o lançamento da revista "Forbes Life Fashion" (em novembro) e a renovação da revista "Elle" (agora em versão digital diária e edição bimestral no impresso, com várias capas). Por isso mesmo, são os destaques entre os "Veículos do Ano", que a revista "Propaganda" realiza anualmente. É preciso dizer que raríssimas vezes veículos de moda entram nessas listas – daí o valor dessas escolhas.

 

Comentários
×