Amigos, uma cultura interracial

Welber Tonhá

 

Amigos, uma cultura interracial

Ter amigos é muito bom, nos acalora o coração em momentos de inverno emocional, nos desperta o sorriso sem outro motivo qualquer, nos faz perceber que precisamos do outro, que temos com quem contar, que realmente não somos sozinhos. 

A amizade está implícita nas relações do dia a dia, seja no coleguismo, na família ou com a companhia afetiva, nenhuma relação sobrevive sem o sentimento de amizade. Mas acredito que a mais forte, surpreendentemente parece virá da amizade interracial – algumas pessoas têm, em seu animal de estimação, mais do que uma relação comum: têm ali uma parceria, uma cumplicidade e principalmente um conforto. Muitos animais correspondem e deixam isso bem claro, mais até que muitos humanos. 

Chegar em casa e ver seu cachorro “serelepe” pulando em você e/ou balançando o rabo, seu gatinho se enroscando em suas pernas, de forma que você quase cai, isso é de uma satisfação impagável. 

Claro que existem muitas pessoas amigas que também ficam felizes com sua chegada, se animam com sua presença, mas não pulam no seu colo nem se enroscam em você para demonstrar o quanto estão felizes em ter você por perto. Isso não.

Então, devemos observar um pouco mais essa amizade interracial e ver se aprendemos um pouco mais sobre o tamanho que essa amizade pode ser. E expressar isso é importante – dizer aos pais, amigos, afetos e animais (principalmente) o quanto sua presença lhe faz bem, o quanto cada segundo ao seu lado importa. Se seu bichinho de estimação soubesse usar um telefone, com certeza, no meio do dia, em seu trabalho, escola ou parado no trânsito, você receberia um telefonema dele, apenas para saber se você está bem e ficar bem pelo simples fato de falar um “oi” com você. Não guarde bons sentimentos, boas palavras como “Sinto sua falta”, “que bom te ver por aqui”, “sua presença é importante”, "você faz meu dia melhor, simplesmente dando um “oi”. Essas coisas mudam uma vida, para melhor.



Alguns trechos de frases e poemas sobre amizade

“O amigo: um ser que a vida não explica

Que só se vai ao ver outro nascer

E o espelho de minha alma multiplica…”

(Vinicius de Moraes)

 

“Um amigo me disse certo dia,

repare na cotovia,

de sua existência pouco se sabia,

somente existia,

mas um escritor ouviu sua melodia,

enquanto sua peça escrevia,

a inspiração surgia

Romeu e Julieta ali nascia.”

 (Welber Tonhá)

 

“Os amigos são para toda a vida, ainda que não estejam conosco a vida

inteira”

(Fabrício Carpinejar)

 

“Quiseste expor teu coração a nu.

E assim, ouvi-lhe todo o amor alheio.

Ah, pobre amigo, nunca saibas tu

Como é ridículo o amor... alheio!”

(Mario Quintana)

 

Meu amigo, vamos sofrer,
vamos beber, vamos ler jornal,
vamos dizer que a vida é ruim,
meu amigo, vamos sofrer...

...Vamos beber uísque, vamos

beber cerveja preta e barata,

beber, gritar e morrer,

ou, quem sabe? beber apenas”.

(Carlos Drummond de Andrade)




Tem pauta para sobre a cultura? Envie para [email protected]

Welber Tonhá e Silva 

Imortal da Academia Divinopolitana de Letras, cadeira nº 09

Historiador, escritor, pesquisador, fotógrafo e fazedor cultural.

Instagram: @welbertonha

Comentários
×