Agência Nacional confirma capacidade da Copasa para universalização dos serviços até o fim de 2033

Companhia já atingiu a marca de 99,4% dos imóveis em sua área de atuação com acesso à água tratada no Estado de Minas Gerais

A Agência Nacional de Água e Saneamento (ANA) divulgou, nesta semana, um balanço com informações de órgãos reguladores e a lista de companhias que comprovaram capacidade econômico-financeira para a universalização dos serviços até o fim de 2033, o que inclui a Copasa. Isso significa que a companhia está apta a seguir os próximos passos previstos pelo Novo Marco Legal do Saneamento, que determina que 99% da população brasileira tenha acesso ao abastecimento de água até 2033. 

No caso da Copasa, já em 2021, a companhia atingiu a marca de 99,4% dos imóveis em sua área de atuação com acesso à água tratada no Estado de Minas Gerais - índice que supera a média nacional. Segundo dados divulgados pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) no relatório “Diagnóstico Temático - Serviços de Água e Esgoto”, cujo ano base foi 2020, o índice de abastecimento com redes públicas de água no país era de 84,1%. 

No ano passado, a companhia investiu R$ 537,1 milhões em abastecimento de água e R$ 317,5 milhões em sistemas de esgotamento sanitário - números substancialmente maiores do que os investimentos realizados em 2020. No total, a Copasa e sua subsidiária Copanor (que atende as regiões Norte e Nordeste do estado de Minas Gerais) investiram R$ 943,4 milhões no ano passado. 

Acima da média 

Em relação à coleta e tratamento de esgoto, a Copasa também registrou números acima da média nacional. No caso da coleta, a companhia atingiu 90,5% dos imóveis em sua área de atuação. Desses, 79,45% foram tratados, resultando em 71,9% dos imóveis com esgoto tratado e coletado no estado. Já os dados nacionais revelam que apenas 43,9% da população tinha acesso a esgoto coletado e tratado no Brasil em 2020 (dados do SNIS de 2020). 

Nesse quesito, a meta estabelecida pelo Novo Marco do Saneamento é de que, até o ano de 2033, 90% dos brasileiros tenham acesso ao serviço de coleta e tratamento de esgoto no país. Apesar de ainda não ter atingido a meta, a cobertura da Copasa é 28 pontos percentuais acima da média nacional e a companhia continua trabalhando em favor da ampliação do acesso a esse serviço em sua área de cobertura. 

Capacidade confirmada

Além do balanço divulgado em 20/4 pela Agência Nacional, a Copasa também teve sua capacidade atestada pela Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae-MG) em reunião realizada em 21/3. 

Comentários
×