Adesão à quinta dose está baixa, alerta Prefeitura

Vacinação foi liberada para imunossuprimidos; agosto registra sete mortes por covid-19

Bruno Bueno

A aplicação da quinta dose contra a covid-19 já começou em Divinópolis. O anúncio, feito pela Prefeitura no início da semana. Informou que, primeiramente, apenas os imunossuprimidos serão contemplados e a  imunização deve ser feita quatro meses após a 4ª dose. A adesão, no entanto, ainda está fora dos índices desejáveis. De acordo com informações do Executivo, o número de interessados está abaixo do ideal. Até o fechamento desta página, por volta das 18h, a pasta não informou o quantitativo dos números.

Vacinação

A imunização acontece em todos os postos de saúde e unidades das Estratégias de Saúde da Família (ESF) de Divinópolis, de 8h às 16h. Nas unidades que atendem o programa “Saúde na Hora”, a vacinação acontece das 18h às 21h. As unidades que fazem a vacinação noturna são: Belvedere, Planalto, Sagrada Família, Tietê e Ermida.

A aplicação da quinta dose em pessoas imunocomprometidas segue as recomendações da Nota Técnica nº 221/2022 do Ministério da Saúde.

— O avanço da vacinação contra a covid-19 no Brasil permitiu a redução considerável de casos graves e óbitos pela doença. À medida que a campanha de vacinação é ampliada para diferentes faixas etárias, mudanças nas estratégias e esquemas vacinais são necessários a fim de obtermos os melhores resultados de efetividade contra a doença, incluindo as populações especiais — detalha o documento. 

Quem pode se vacinar?

De acordo com a 13ª edição do Plano Nacional de Operacionalização (PNO), são considerados imunocomprometidos quem possui imunodeficiência primária grave, HIV/AIDS, doenças  imunomediadas inflamatórias crônicas. Além disso, quem faz quimioterapia ou hemodiálise também está apto. 

Pacientes que utilizam corticóides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias, drogas modificadores de resposta imune, além de transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) estão incluídos na lista.

Vacinação infantil

A Central de Imunização da Semusa divulgou, na última semana, o balanço de vacinação infantil contra a covid-19. Os dados mostram a adesão baixa da imunização de crianças de 3 anos. De acordo com a  pasta, apenas 7,27% do público alvo já foi imunizado.

— A Prefeitura reforça a importância da vacinação infantil no combate ao coronavírus e destaca que para vacinar a criança, é necessário levar um documento pessoal e a caderneta de vacinação. Se a criança não for acompanhada pelo pai ou responsável, quem estiver com ela deve levar o termo de autorização assinado — explicou, em nota.

De acordo com o balanço, 3.270 crianças de 5 a 11 anos receberam a primeira dose da vacina, o que representa 69,92% da população alvo estimada. Em relação à 2ª dose, 48,16% das crianças foram vacinadas. 

A imunização infantil acontece nas unidades de saúde dos bairros Belvedere, Bom Pastor, Ermida, Ipiranga, Nossa Senhora das Graças, Nações e Niterói. 

Dados

O boletim epidemiológico divulgado ontem pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) aponta que Divinópolis tem 174.089 casos notificados da doença. 75.468 foram registrados em homens e 98.621 em mulheres.

Ainda segundo a pasta, 41.666 casos foram confirmados, sendo 18.255 em homens e 23.411 em mulheres. O número de casos descartados chega a 5.512. Mais de 40 mil pessoas se recuperaram da doença na cidade.

Hospitais

Nove pessoas estão internadas com covid-19 em Divinópolis. Duas estão no CTI, que tem 4,35% do setor preenchido, e sete na enfermaria, que tem 9,59% de ocupação. A cidade tem 46 leitos de UTI e 73 de enfermaria para pacientes com covid-19.

O Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD) registra um paciente internado no CTI adulto e um infantil da área atendida pelo SUS. Os demais hospitais não registram casos de CTI.

Em relação aos casos de enfermaria, dois são registrados no Complexo de Saúde São João de Deus. Os dois pacientes estão na ala infantil atendida pelo SUS. O Hospital São Judas tem três casos na enfermaria adulta. O Hospital Santa Mônica registrou dois casos na ala infantil.

Morte

A Semusa também confirmou mais uma morte pela doença. Trata-se de um homem de 65 anos, portador de doença cardiovascular crônica e outra pneumopatia crônica. Ele faleceu no dia 22 de julho, mas teve seu óbito confirmado na tarde de ontem.

Com o registro, Divinópolis agora tem 735 mortes por coronavírus. 393 homens e 342 mulheres. Sete óbitos já foram registrados no mês de agosto.

Comentários
×