Acesso ao município de Capitólio é interditado após Rio Piumhi transbordar

Rio transbordou na segunda-feira e até o momento, principais ruas da entrada da cidade estão alagadas

Da Redação 

As principais ruas de acesso ao município de Capitólio foram interditadas hoje pela manhã para o tráfego de veículos e pedestres, segundo a Prefeitura. A situação é resultado de um transbordamento do Rio Piumhi, na segunda-feira, 9. Até o momento, a água ainda não baixou por conta de um assoreamento no canal que liga o rio ao Lago de Furnas. MOradores relatam situação crítica no local. 

Alternativa

Segundo a Secretaria de Turismo e Cultura, há acessos alternativos para chegar ao município pela MG-050, sentido a Barragem do Dique para quem vem sentido São Paulo. Outra rota é pela Estrada do Socorro, para quem está sentido Belo Horizonte.

Dificuldade de locomoção

Por conta do volume de água que não baixa, os moradores estão sem mobilidade. Vários estabelecimentos comerciais estão com os atendimentos prejudicados. Apesar disso, muitas pessoas estão se arriscando com veículos e a pé.

Na região alagada há um canil que pertence à ONG dos Anjos e, por conta do risco, os animais que estavam no local, já foram removidos e levados para abrigo seguro.

Rio Piumhi

Capitólio é uma cidade banhada pelo Rio Piumhi, além do Lago de Furnas. O local alagado é o principal ponto turístico da cidade, na orla do rio. É onde está localizado o letreiro e vários estabelecimentos importantes como hotéis, padarias, estabelecimentos de serviços de atendimento à população e restaurantes.

Prefeitura

De acordo com a Prefeitura, a situação ocorreu porque um canal que liga o rio ao Lago de Furnas está assoreado. A situação tramita em âmbito judicial.

—No ano de 2008, o Município de Capitólio ajuizou uma ação solicitando que Furnas Centrais Elétricas realizasse a limpeza e manutenção do canal do Rio Piumhi que, por falta de manutenção e ocorrência de assoreamento, provoca uma diminuição da vazão da água e, consequentemente, aumento do nível dos represamentos da água do lago artificial de Capitólio. E isso provoca inundações na cidade em períodos de chuva— destacou o municío em nota.

A reportagem tentou contato com a equipe de Furnas Centrais Elétricas, mas ainda não obteve resposta.  

 
 
Rotas alternativas para chegar em Capitólio — Foto: Divulgação

Rotas alternativas para chegar em Capitólio — Foto: Divulgação

A situação tramita em âmbito judicial contra Furnas Centrais Elétricas que, segundo o Executivo, é a responsável pela limpeza do canal. A reportagem solicitou posicionamento de Furnas sobre o assunto e aguarda retorno.

Acesso alternativo para Capitólio  — Foto: Divulgação

Acesso alternativo para Capitólio — Foto: Divulgação

 

Comentários
×