Academia Divinopolitana de Letras elege a primeira mulher presidente

A Academia Divinopolitana de Letras elegeu no sábado, 7 de maio, Maria Imaculada Batista Silva, a primeira mulher eleita presidente da entidade literária. A nova diretoria tomará posse no dia 8 de junho, às 19h00, no Plenário da Câmara Municipal de Divinópolis, data que também se comemora os 61 anos de existência da ADL.

A chapa única inscrita e que foi eleita é a seguinte: presidente: Maria Imaculada Batista Silva; vice: Flávio Ramos; secretário geral: Arnaldo Mesquita dos Santos Junior; primeiro secretário: Paulo Wangner Miranda; segundo secretário: Marco Antônio Pinto; primeiro tesoureiro: Humberto Lara; segundo tesoureiro, Cláudio Gonçalves Guadalupe; Conselho Fiscal efetivo: Elizeu Ferreira, Francisco José dos Santos Braga e Ernane Reis Gonçalves; suplentes: Waldemar Rosa Ferreira, Wagno José Ribeiro e Elizabeth Fernandes Quadro.

O atual presidente da ADL, Flávio Ramos, destacou que “se sentiu realizado tendo participado ativamente na formação da chapa que faz história elegendo a primeira mulher presidente da Academia de Letras, entidade pioneira no Brasil ao incluir em seus quadros, em 1961, ano de fundação, duas mulheres escritoras: Rosa de Freitas Souza e Maria da Conceição Elói, sendo que, agora, a Academia consolida essa rica história através da eleição de Maria Imaculada.”

Flávio Ramos ressaltou que a escritora Nilce Mourão já ocupou a presidência em exercício substituindo ao presidente que renunciou por motivo de saúde mas que esta é a primeira vez que efetivamente se elege uma mulher presidente ocupando a função de liderança da entidade. O atual presidente da entidade também ressaltou a importância de seu mandato para a viabilização da sede própria da Casa de Letras que hoje funciona na Avenida Cel. Júlio Ribeiro Gontijo, no bairro Esplanada, ao lado da Praça dos Ferroviários fazendo divisa com a Máquina da Rede Ferroviária, ponto turístico da cidade.

Quem é a presidente eleita da ADL

Maria Imaculada Batista Silva, nasceu em 08 de julho de 1947, natural de Martinho Campos, Minas Gerais. Filha do ferroviário Levindo Batista de Araújo e da professora Gilberta da Silva Batista. Aos seis anos, mudou-se para Divinópolis, época em que o pai foi transferido para as oficinas da antiga Rede Mineira de Viação. Divinopolitana de coração, estudou no Grupo Escolar Miguel Couto, no antigo prédio, que foi demolido; e no Colégio Estadual de Divinópolis, quando funcionou na rua São Paulo – hoje Escola Estadual São Tomás de Aquino funcionando no bairro Porto Velho.

Cursou o magistério no Instituto Nossa Senhora do Sagrado Coração, formando-se em dezembro de 1975.

Trabalhou como professora de educação infantil, durante 10 anos, em unidade escolar da Prefeitura Municipal de Divinópolis. Transferida para a área administrativa, no governo do prefeito Aristides Salgado, trabalhou na Divisão de Documentação e Legislação.

Diplomou-se em Ciências Sociais, pelo Instituto Superior de Ensino e Pesquisa, hoje, UEMG.

Maria Imaculada casou-se com o alfaiate Carlos Nogueira da Silva, o Tatipa. O casal tem três filhos: Denilsom, Fabiana, Carlos Eduardo; cinco netos, Túlio, Tales, Gabriel José, Antônio Vítor e Bernardo. Adotou como filhos do coração o genro Rolando, as noras Flávia Cristina e Maysa Moreira.

Depois da aposentadoria, dedica-se ao trabalho voluntário. Ensinou pintura em tecido no Clube da Melhor Idade Vida Nova. Participa das atividades de artesanato no Bazar da Vovó, entidade assistencial ligada à Diocese de Divinópolis, fazendo crochê, tricô e bordado.

Vocacionada para a poesia, afirma: “Enquanto pinto e bordo, ponto por ponto, a minha história, caminho pela vida, sem perder o foco em Jesus Cristo – minha maior paixão.”

Atual Acadêmica, Maria Imaculada Batista Silva tomou posse ocupando a Cadeira n° 19 na Academia Divinopolitana de Letras no dia 12 de junho de 2019. Sua Cadeira tem como Patrono o poeta J. G. de Araújo Jorge. A Fundadora da Cadeira n° 19 da ADL foi a escritora Ester Lúcia Caldas Milagre e ocupantes anteriores: Antônio Lourenço Xavier e Maria Aparecida Viegas Viana, Cidah Vianna já falecidos.

Maria Imaculada Batista Silva publicou os livros de poesia: - Alma da Terra, Ano: 2013; Velha Casa, Ano: 2015 e Lição do Deserto, publicado no ano de 2020.

Comentários
×