A vida é o presente

ÔMAR SOUKI

A vida é o presente

“Portanto, não se preocupem com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá as suas preocupações. Basta a cada dia a própria dificuldade” (Mateus 6, 34). Com esse ensinamento, Jesus nos convida a focar o aqui, agora. A vida acontece no dia de hoje. O ontem já se foi e o amanhã ainda não chegou. Por mais óbvio que isso possa parecer, passamos o tempo pensando no que fizemos – ou deixamos de fazer – no passado, ou no que ainda temos que realizar no futuro. As culpas do passado geram uma expectativa de punição no futuro e assim passamos a vida saltando do passado para o futuro, nos esquecendo do presente – do aqui, agora – único lugar onde a vida realmente acontece.

Não posso ter agora nenhum outro pensamento em minha mente a não ser a criação deste texto sobre o presente que é a vida, que transcorre no aqui, agora. Se eu me deixar seduzir por pensamentos sobre coisas que fiz ou que deixei de fazer, ou sobre o que farei amanhã, vou perder toda a minha concentração. A questão do foco é fundamental na realização de tarefas bem-feitas. Qual é o momento mais importante? O agora. Qual é a pessoa mais importante? A que está à minha frente. Qual é a tarefa mais importante? A que estou realizando neste momento. Por que é tão difícil entender isso? Por que nos distraímos tanto?

A solução para nossa existência está no agora, não no antes ou no depois. Portanto o agora representa o grande desafio. Nossa mente não gosta de se esforçar. Como não é fácil encarar o agora de frente, tentamos fugir dele a todo custo. Como? Gerando pensamentos sobre cenas que já aconteceram ou sobre possíveis acontecimentos futuros. São coisas sobre as quais não temos a mínima condição de agir. Você conhece alguém que passa a vida alienado do presente? Há os que só falam sobre como as coisas do passado eram melhores, e outros que vivem fazendo planos para o futuro. A energia que deveriam estar empregando para tocar a vida agora fica, assim, dispersa, e a capacidade de realização no presente perde a força. A vida dessas pessoas vai aos poucos se esvaindo de significado.

O que fazer então? Aumentar a consciência da importância do momento presente. Quando estamos nos distraindo demais é importante parar, respirar fundo e focar no aqui, agora. Viver no presente requer decisão e disciplina mental. Se deixarmos nossos pensamentos fluírem aleatoriamente, perdemos o foco e consequentemente a oportunidade de desfrutar de uma vida mais plena. Podemos seguir o conselho de Jesus que nos diz que a cada dia bastam seus próprios cuidados. À medida que aumentamos a nossa intimidade com Deus, por meio da oração e da meditação, também vai crescer em nós a valorização de cada instante. Iremos descobrir que o aqui, agora, é sagrado, um verdadeiro presente de Deus.

[email protected]

 

Comentários
×