A cultura do perdão e da paz

A cultura do perdão e da paz

Ainda em clima de religiosidade, me veio a vontade de falar do perdão e da paz, sim, perdão e paz. Claro que é um assunto delicado, pessoal para qualquer um, e principalmente difícil de lidar. Mas para conseguirmos a verdadeira paz temos que realmente perdoar. Às vezes, esquecemos que a palavra paz vem do latim pangere, pactuar, e que para obtê-la devemos substituir o velho adágio latino civis pacem para bellum (se queres paz prepara-te para a guerra) pelo pensamento de São João Paulo II: se queres paz prepara-te para a paz. E perdoar guardando algum tipo de resquício não é perdoar, é fazer média, parecer bom, isso não é suficiente para te deixar em paz nem consigo mesmo. Abrindo seu coração, perdoando o colega, amigo, parente, companheiro de vida ou de trabalho, mesmo que seja difícil, só assim você consegue a paz.

O pessimista vai dizer: “Já perdoei, não adiantou, tenho que perdoar novamente?”. Sim, em Mateus 18:21-22 está escrito “…Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: "Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?"

Jesus respondeu: "Eu digo a você: Não até sete, mas até setenta vezes sete”.

Isso mesmo, 70 vezes sete, pois o perdão ao outro não é com o outro, é com você. 

Acontecem coisas na nossa vida que realmente fogem ao nosso controle, uma, duas, muitas vezes, é a lei de ação e reação. Claro que não estou falando de agressão, de violência. Falo de palavras mal ditas, impensadas em momento de calor no peito. Nenhuma pessoa de bom coração oferece de bom grado um conflito com quem está próximo, mas o conflito pode aparecer pelas circunstâncias – ninguém é conhecedor do íntimo do outro, do que dói, do que magoa, do que aflige ou amedronta o coração alheio, então não podemos julgar o outro. Como me disse uma vez um amigo de BH (que o pedal me trouxe), Flávio Duarte, “temos que oferecer o que temos de melhor, o perdão, o carinho, o afeto, o amor”.   

Cada um retribui com aquilo que tem, então, não ofereça mágoa, rancor, raiva. Não revide, não reverbere o problema, o seu perdão pode ser um ensinamento. 

Perdoar e dar as costas, afastar-se não traz paz, engana-se aquele que pensa assim. O perdão é uma das coisas mais libertadoras que alguém pode fazer. A falta de perdão é como uma pedra amarrada na perna de alguém, que o arrasta para o fundo do mar.

Se Deus perdoou os nossos pecados e se nós queremos ser parecidos com Deus, que motivos podemos ter para não perdoar alguém?

 

Se nós perdoarmos, receberemos perdão; essa é uma verdade que nos deve motivar. Se realmente compreendemos o que Jesus fez na cruz, o perdão deve fluir no nosso coração.

Segundo o papa Pio, a gratidão era importante para ele e falava disso com frequência.

Uma noite, Adolfo Affatato, que escreveu sobre o santo padre, perguntou ao papa se Deus perdoa todos os pecados.

Ele respondeu: “Meu filho, Deus é um bom Pai e perdoa a todos. No entanto, há um pecado que Ele tem dificuldade em perdoar: a ingratidão do homem”. Ele então acrescentou: “Mas Ele sabe como esperar”.

A vida é passageira, curta e não volta no tempo. Resolva seus problemas de perto, não fuja, equilibre o que tem de bom e ruim em tudo, não seja ingrato com alguém por uma erro, se mantenha próximo de pessoas que te querem bem, mesmo que elas errem, que elas sejam imperfeitas e que vivam tropeçando. Seu amor, seu afeto e seu perdão podem mudar vidas, dando paz a ambos.

 

Alguns trechos de frases, versículos e poemas sobre paz e perdão

 

Que a tristeza te convença

Que a saudade não compensa

E que a ausência não dá paz

E o verdadeiro amor de quem se ama

Tece a mesma antiga trama

Que não se desfaz

 

E a coisa mais divina

Que há no mundo

É viver cada segundo

Como nunca mais...

 

(Vinicius de Moraes)



“Queria aqui me desculpar

que pudesse de oração me perdoar

não me contive, fui me entregar,

no anseio de ter, deixei escapar

que por demasiado permiti te desejar,

como preciso da água e do ar,

careço da paz que é te amar”

(Welber Tonhá)

 

A água se ensina pela sede;

A terra, por oceanos navegados;

O êxtase, pela aflição;

A paz, pelos combates narrados;

O amor, pela cinza da memória

E, pela neve, os pássaros.

(Emily Dickinson)

 

“Mágoa é lamber frio o que o outro cozinhou quente demais para nós.”

(Guimarães Rosa)

 

Versículos

E, quando estiverem orando, se tiverem alguma coisa contra alguém, perdoem-no, para que também o Pai celestial perdoe os seus pecados. Mas, se vocês não perdoarem, também o seu Pai que está nos céus não perdoará os seus pecados".

Marcos 11:25-26



Tomem cuidado.

"Se o seu irmão pecar, repreenda-o e, se ele se arrepender, perdoe-lhe. Se pecar contra você sete vezes no dia, e sete vezes voltar a você e disser: 'Estou arrependido', perdoe-lhe".

Lucas 17:3-4

 

Sejam bondosos e compassivos uns com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo.

Efésios 4:32

 

Tem pauta para sobre a cultura? Envie para [email protected]

Welber Tonhá e Silva 

Imortal da Academia Divinopolitana de Letras, cadeira nº 09

Historiador, escritor, pesquisador, fotógrafo e fazedor cultural.

Instagram: @welbertonha

 

Comentários
×