√Č tempo de haicai

É tempo de haicai

 

 ****************************************************************

 Arco-íris

 Arco-íris no céu...

 Está sorrindo, e o menino 

 Que há pouco chorou 

O choro logo escorreu

 E o sorriso chegou 

 E a alegria ficou...

 Hein?

lua à vista,
brilhavas assim
sobre Auschwitz?

Nesse poema, Paulo Leminski dialoga com a Lua, quer saber se ela brilhava no campo de concentração nazista de tortura chamado Aushwitz.

****************************************************************

Perfume silvestre

As coisas humildes,
Têm seu encanto sagrado:
O cheiro de capim melado...

 

Afrânio Peixoto, no livro Miçangas, lembra que o encanto e perfume discreto lembram a humildade do perfume silvestre. Assim, nessa poesia, o capim melado é associado pelo encanto discreto à humildade e ao perfume silvestre.

**************************************************************** 

 Medo?

 Medo eu não tinha e nem tenho

 Nem de dragão ou leão

  tenho medo de véras, de assombração

 

Esse haicai é de Alice Ruiz, publicado no livro Desorientais (1996), e não segue a metrificação do haicai tradicional, pois apresenta sete sílabas poéticas no primeiro verso; três, no segundo; e cinco, no terceiro. Nele vemos um trocadilho entre “assombrada” e “sombra”, e a ideia de que alguém provoca medo no eu lírico.

****************************************************************

Infância

Um gosto de amora
Comida com sol. A vida
Chamava-se: “Agora”.

Nesse haicai, publicado no livro Poesia vária (1947), Guilherme de Almeida quebra com a tradição ao colocar um título e rimar “amora” com “agora”. Dessa forma, o gosto de amora simboliza a infância do eu lírico em um dia de verão. No entanto, o poeta mantém a metrificação do haicai tradicional.

 Pedido de casamento 

Agora, um versinho bem mineiro para a gente não se esquecer da nossa querida Minas Gerais:

 

Menina casa comigo

Que sou bão e trabaiadô:

De dia não vou na roça

De noite tamém não vô!

***********************************************

 

*****************************************************************************************

 

Coment√°rios
×