‘Estou na expectativa dele entrar na Polônia’, diz pai de jogador divinopolitano que está na Ucrânia

Talles Brener já está na fronteira do país, mas enfrenta grande fila para atravessar

Da Redação

Apesar da incerteza de se, ou quando, poderão voltar para a Ucrânia, moradores estão fugindo para países vizinhos como a Polônia, Eslováquia, Hungria e Romênia, após o ataque russo.

Dentre os fugitivos estão cerca de 30 atletas que atuam no futebol ucraniano, incluindo o divinopolitano Talles Brener, de 23 anos. Atual jogador do Fluminense do Rio de Janeiro, emprestado ao clube Rukh Vynnyky, ele vive em Lviv, maior cidade do Oeste da Ucrânia, com mais de 700 mil habitantes.

Em áudio fornecido ao Agora, por Gilson Morais, ex-presidente do Guarani, Talles informou que ontem, houve momentos de desespero.

— Estamos na correria para tentar sair do país — disse.

O jogador já se comunicou com familiares e amigos na cidade e revelou que está bem. Ele teve sorte, e com mais alguns amigos, conseguiu chegar hoje, 25, na fronteira com a Polônia.

— Em meio as circunstancias ocorridas aqui na Ucrânia, venho comunicar a todos que estamos bem. Obrigado pelas mensagens de apoio e oremos que tudo isso possa passar o quanto antes — disse em suas redes sociais.

O pai de Thalles, em conversa com o Agora, informou que entrou em contato com o filho.

— Ele está bem, graças a Deus. Está na fronteira com a Polônia e agora só falta entrar. Já tem um hotel esperando por eles, que o clube pagou. Só falta alojar, descansar e tirar um pouco dessa turbulência que está na cabeça deles — contou.

Ele disse ainda, que a demora para atravessar a fronteira causa aflição nos familiares.

— Fiquei ansioso de ontem para hoje, com a expectativa dele entrar na Polônia. Quando ele entrar, eu fico mais sossegado, mais tranquilo, pois, eu sei que ele vai estar mais seguro — confessou.

A demora para atravessar a fronteira se dá pelo grande número de pessoas que também estão tentando entrar. A cidade enfrenta um caos, a fila de veículos nesta quinta-feira era gigantesca e dezenas de pessoas deixaram seus carros e seguiram a pé rumo a fronteira mais próxima.

 

Júnior Moraes

Outro jogador brasileiro, atacante do Shakhtar Donetsk, Júnior Moraes é proibido de deixar a Ucrânia. Segundo informações da CNN Internacional, por ter passasporte ucraniano e idade de serviço militar, o jogador poderá ser chamado para lutar contra as forças russas.

Comentários
×