Três projetos de lei são aprovados na Câmara

Uma proposta do Executivo sofreu vista de sete dias e os três em pauta foram aprovados por unanimidade.

Da Redação

Foi realizada nesta terça-feira, 6, a 17ª Reunião Ordinária de 2021 da Câmara de Vereadores de Divinópolis, no Plenário Dr. Zózimo Ramos Couto. Na Ordem do Dia, quatro propostas estavam pautados para análise dos vereadores, sendo três aprovados e um que sofreu pedido de vista.

O cidadão inscrito para uso da Tribuna Livre, Josimar Machado da Silveira, não compareceu para fazer o uso da palavra nesta tarde.

PROJETOS

O primeiro projeto de lei a apreciado pelos parlamentares sofreu pedido de vista de sete dias, à pedido do vereador Hilton de Aguiar (MDB). Após, após a discussão entre os vereadores sobre os erros do executivo na elaboração dos projetos.

Projeto de Lei Ordinária do Executivo Municipal é o de nº 18 de 2021, que autoriza o Poder Executivo a abrir na Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Segurança Pública e na Secretaria Municipal de Assistência Social, o crédito adicional suplementar no montante de R$1.552.234,12 (um milhão, quinhentos e cinquenta e dois mil, duzentos e trinta e quatro reais e doze centavos). Na próxima terça-feira a matéria deverá retornar ao plenário.

O segundo projeto analisado pelos parlamentares foi o Projeto de Lei Ordinária do Executivo Municipal nº 19 de 2021, que autoriza o Poder Executivo a abrir na Secretaria Municipal de Assistência Social, o crédito especial no montante de R$1.618.103,91 (um milhão, seiscentos e dezoito mil, cento e três reais e noventa e um centavos). Com essa suplementação, o executivo poderá ajudar famílias impactadas pela pandemia da Covid-19.

Seguindo a pauta, foi votado e aprovado por unanimidade, o Projeto de Lei Ordinária do Legislativo Municipal nº 17 de 2021, de autoria do vereador Eduardo Print Júnior, que denomina Gleissinho Carretinha, a Rua Três, do Bairro Residencial Boa Vista.

De acordo com a justificativa do projeto, Gleice João Gonçalves nasceu no dia 08 de Novembro de 1970, foi criado na cidade de Divinópolis - MG, onde passou toda sua vida. Fundador da empresa Reboque RG obteve destaque na região centro oeste pelos serviços prestados. Conhecido pela sua bondade e carisma conquistou muitas amizades e deixou um legado aos seus familiares e amigos . Sempre foi uma pessoa amiga e disposta a ajudar em qualquer ocasião.

Para fechar a pauta, foi aprovado também por unanimidade, o Projeto de Lei Ordinária do Legislativo Municipal nº 54 de 2021, de autoria do vereador Hilton de Aguiar, que denomina ‘Leslie de Alvarenga’ a Rua Seis, no Bairro Residencial Lagoa Park.

Na justificativa, Hilton de Aguiar citou que Leslie Carlos de Alvarenga, nascido em Divinópolis aos 24 de novembro de 1980, filho de Dona Irani Teixeira de Oliveira Alvarenga e Sr. Antônio Carlos de Alvarenga, Irmão de Michelle Alvarenga de Oliveira e Gisele de Alvarenga Oliveira.

Leslie era casado com Sheila Cristina De Oliveira Alvarenga e pai de Letícia Camargos Alvarenga. Lelinho como era carinhosamente chamado pelos familiares e amigos também era bem conhecido pelo codinome “Boiadeiro” devido a ser neto do muito conhecido Boiadeiro fabricante de carroceiras no bairro Porto Velho.

Viveu parte de sua vida no bairro Porto Velho onde morou e também trabalhou na fábrica de seu avô, e parte de sua vida também no bairro Interlagos. Profissionalizou-se como torneiro mecânico. Lelinho (Boiadeiro) partiu desta vida fazendo uma das coisas que mais gostava brincando e sorrindo em cima de um carrinho de rolimã no dia 06 de maio de 2018.

MINUTO DE SILÊNCIO:

Ao final da reunião, o presidente da Câmara Municipal, vereador Eduardo Print Júnior, pediu um minuto de silêncio à Dona Geralda e o Marquinho, Taís Rafaela Rocha, Clésio Domingos, Adélio Assunção, Marcolina Rodrigues Carvalho, Raimunda Botelho Mendonça, Manoel Costa Felipe, Tim Mané, Raimundo Celestino Ferreira Piola e Carlos Miguel Valente (Dr. Valente).

O presidente citou ainda as 333 mil mortes do Brasil, as 25.713 de Minas Gerais e as 233 mortes por COVID19 em Divinópolis.

Comentários
×