Sargento Elton dá lugar a Carlos Eduardo Magalhães

Maria Tereza Oliveira

A desistência de um dos nomes mais populares na corrida pela Prefeitura, não só da disputa, como da vida política, provocou mudanças no cenário em Divinópolis. Sargento Elton (Patriota) anunciou com uma carta e um vídeo, que deixaria o posto na Câmara e também desistiu da pré-candidatura a prefeito no pleito deste ano, nesta sexta-feira, 20. Em seu lugar, quem assume é o 1º suplente, Carlos Eduardo Magalhães (PRB), que até então era assessor do deputado estadual Professor Irineu (PSL). Quando Elton protocolar a renúncia, Carlos Eduardo poderá assumir sua cadeira no Legislativo.

Sargento Elton foi eleito vereador para seu primeiro mandato em 2016, quando obteve 1.853 votos. No pleito de 2018, alçou novos voos quando se candidatou a deputado federal. O então candidato recebeu 30.310 votos, mas mesmo com a expressiva votação não conseguiu se eleger. Desde então, nos bastidores especulava-se uma possível candidatura dele à Prefeitura em 2020. No entanto, na carta, Sargento renega essa ideia.

Novo rosto

Elton será substituído por seu suplente, Carlos Eduardo Magalhães, que obteve 1.005 no último pleito municipal. Este inclusive, já ocupou o lugar de Sargento Elton na Câmara antes, durante as votações de impeachment e denúncias político-administrativas protocoladas pelo então edil, contra o prefeito Galileu Machado (MDB).

Ao Agora, Carlos Magalhães afirmou que irá assumir a "missão de ajudar Divinópolis, principalmente nesse momento difícil". Ele ainda adiantou que deve assumir como membro do Republicanos, mas deve aproveitar a janela eleitoral para mudar de partido.

— Como estamos no período da janela, o meu caminho natural será o PSL — revelou.

Sargento Elton explicou que ainda não protocolou a renúncia para a Mesa Diretora, por conta da paralisação na Casa Legislativa, devido ao coronavírus (Covid-19). No entanto, de acordo com ele, assim que os trabalhos retornarem, irá oficializar a saída.

Após a Mesa receber a denúncia, ela é lida na pauta para próxima reunião. Depois disso, a renúncia se torna irrevogável.

Família

O futuro ex-vereador ainda aponta ter se abdicado do convívio em família, devido seu trabalho na Casa Legislativa.

— Para me dedicar à família, meu maior patrimônio darei lugar ao meu suplente Carlos Eduardo, a quem desejo sucesso na missão confiada, pois anuncio a minha renúncia da vida política de Divinópolis — frisou.

Comentários
×