Primeira-dama do teatro de Divinópolis recebe homenagem nesta quinta

 

Jorge Guimarães e José Carlos de Oliveira 

Abrindo a agenda de junho, do Teatro Gravatá, nesta quinta-feira, 7, há a homenagem a dona Irene Silva, a primeira-dama do teatro divinopolitano. A apresentação será às 19h30, com entrada gratuita e com convites numerados, de acordo com a capacidade do teatro.

A recepção à chegada da atriz no Teatro Municipal Usina Gravatá será feita pela Banda Municipal Teodósio Campos, da Escola Municipal de Música Maestro Ivan Silva.

A seguir, haverá a leitura dramática da versão condensada de “Dorotéia”, de Nelson Rodrigues, espetáculo de 1974, direção de Osvaldo André, que trouxe Irene Silva de volta ao palco. A personagem Flávia é um grande marco em sua carreira teatral.

 Moção Especial 

Depois, ocorrerá a entrega da Moção Especial, assinada pelos vereadores da Câmara Municipal, que concede o título oficial de Primeira-Dama do Teatro de Divinópolis à atriz Irene Silva. A iniciativa partiu do vereador Renato Ferreira (PSDB).

Após a entrega, Romilda Mourão homenageia Irene Silva em nome dos atores que trabalharam com ela e de todas as plateias.

 Além do seu tempo

 O teatro de Divinópolis, ao longo das últimas décadas, viveu momentos de brilho e glamour, com inúmeros personagens, pessoas batalhadoras e inspiradoras como Lindolfo Fagundes e Osvaldo André de Melo, que respiravam e ainda respiram a arte cênica, usando todas suas energias para levar seu brilho aos palcos.

Mas nenhuma outra, em tempo algum, valorizou e engrandeceu tanto o teatro da cidade como Dona Irene Silva. Ela é a própria personificação da arte na cidade. Falar de teatro no Centro-Oeste mineiro sem se lembrar do nome de Irene Silva é humanamente impossível. Precursora de toda uma época, ela abriu o caminho para que outras mulheres pudessem se aventurar no mundo dos palcos.

 

 

Comentários
×