Pré-candidatos

 

Parece que o número de candidatos de Divinópolis disputando uma vaga como deputado estadual não será tão grande como em eleições anteriores. Até agora ganharam mais corpo as pré-candidaturas do presidente da Câmara, Adair Otaviano (MDB), do vice-prefeito Rinaldo Valério (PSDC), dos vereadores Cleitinho (PPS) e Eduardo Print Jr (SD). Fala-se ainda no nome do ex-prefeito Aristides Salgado (PTB), mas não houve uma confirmação formal. Teremos também Fábio Avelar (Avante), que é de Nova Serrana e foi adotado por Divinópolis.

Já para deputado federal os nomes que apareceram até agora são de Domingos Sávio, que tenta mais uma reeleição; Bruce Martins, filho do deputado Jaiminho Martins (Pros); de Fabiano Tolentino (PPS), que tenta dar o passo seguinte na carreira política, saindo de estadual para federal; da ex-vereadora e médica Heloisa Cerri (PRB); do dentista Arthur Guimarães (Psol); do vereador Sargento Elton (PEN) e do caminhoneiro Marcus Fressati.

Apesar de um número menor se comparado com outras eleições, o cenário não é muito favorável para a cidade. Muitos candidatos provocam divisão de votos em um pleito em que são esperadas muitas abstenções, votos brancos e nulos. É torcer para que consigamos pelo manter a representatividade. A pequena bancada que a região tem na Assembleia já se mostra insuficiente para atender os interesses coletivos e, por isso, seria preciso ampliar.

 Fernando Malta

 O empresário Fernando Malta anunciou que não irá disputar eleições neste ano como candidato a deputado estadual, conforme havia anunciado anteriormente.

Segundo Malta, embora sua pré-candidatura estivesse crescendo em apoio, ele recebeu convite para atuar na coordenação da campanha do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) e entende que sua atuação neste sentido faz parte de um projeto maior que, inclusive, renderia frutos para Divinópolis e região, já que o ex-militar e atual deputado federal tem boas chances de vitória.

Embora seu foco seja a campanha presidencial, Malta diz que irá apoiar candidatos da cidade porque Divinópolis deve procurar eleger o maior número possível de representantes. Ele vê com bons olhos as pré-candidaturas de Cleitinho para deputado estadual e de Fabiano Tolentino para deputado federal.

 Saúde mental 

Dados apontam para um crescente número de suicídios em Divinópolis. O tema é tabu, principalmente na maneira de se abordar na imprensa. Muitos profissionais da área de psicologia e segurança entendem que a abordagem feita de maneira incorreta pode incentivar que pessoas cometam mais atos contra a própria vida. O certo é que os números são altos, embora não divulgados oficialmente, e a questão requer uma política pública mais eficiente para a situação.

Abordar o tema de maneira preparada e com o cuidado que exige pode ajudar muitas pessoas que se encontram e depressão e não sabem como pedir ajuda. Da mesma maneira que a mídia pode, de alguma forma, incentivar o aumento do número, ela pode também fazer com que mais pessoas procurem apoio profissional antes de chegar a um ato tão extremo. Como muitas vezes o suicida sofre calado, o ideal seria trabalhar família, amigos e colegas de trabalho para que possam perceber quando uma pessoa não se encontra bem e planeja algo.

Depressão não é frescura e deve ser levada muito a sério. A ansiedade vem se tornando um problema comum na atualidade e, muitas vezes, ela evolui para casos mais graves. Para proteger as pessoas que amamos, devemos ficar atentos aos sinais de que algo está errado.

Comentários
×