Pontapé

Preto no Branco 

A largada rumo às prefeituras parece ter sido dada e movimenta os bastidores das assembleias legislativas e Câmara Federal. Para se ter uma ideia do clima de campanha, só em Minas Gerais, pelo menos 22 dos 77 deputados estaduais se dizem pré-candidatos ou são cotados para concorrer ao cargo de prefeito no estado. Em Belo Horizonte, um dos nomes cogitados é o de Mauro Tramonte (Republicanos), parlamentar mais votado de Minas, com cerca de 500 mil votos. Ele afirma que a questão está indefinida. Porém, há quem diga se tratar apenas de uma jogada para despistar os demais. Será?

Tem mais

E o novato não é o único que pretende assumir a cadeira de Alexandre Kalil (PSD). Outros nomes podem entrar na corrida pela prefeitura da capital. Um deles é o Professor Wendel (Solidariedade), e outro que nunca havia sido citado, mas que se apresenta como possibilidade, Alencar da Silveira Junior (PDT). Pelo andar da carruagem, o PSDB não terá candidatos entre os deputados estaduais. O seu maior rival, o PT, passará ainda por um processo de decisão interno, no entanto, os nomes de André Quintão e Beatriz Cerqueira são cotados na disputa à Prefeitura de BH. O ex-Bolsonaro PSL terá pelo menos dois parlamentares na disputa. O que não vai falar é candidato, resta saber se pelo menos um, ou nenhum destes, terá a preferência do eleitorado. Isso porque tem gente importante e conhecida correndo por fora. A disputa promete.

Que nem

Os modus operandi” não mudam, quando se trata do interior do estado, inclusive na região Centro-Oeste. O deputado Inácio Franco (PV), por exemplo, deve se candidatar a prefeito em Pará de Minas. No mesmo caminho, Fábio Avelar (Avante) é cotado, mas ainda não se decidiu, se entrará na disputa pela Prefeitura de Nova Serrana. Como o processo está apenas começando, muita coisa ainda deve acontecer antes de a disputa começar para valer!

Puro sangue

Ainda há uma incógnita, pelo menos no que diz respeito ao deputado Cleitinho Azevedo (CDN). Informações que circulam nos corredores da ALMG dão conta de que ele é um possível candidato, com chances de uma chapa puro sangue com o irmão gêmeo. No entanto, ele ainda não confirma, principalmente depois de o deputado federal Fabiano Tolentino, do mesmo partido, afirmar que a legenda lançará, sim, candidato à principal cadeira da cidade, nem que, para isso, ele ou Cleitinho sejam os candidatos. O deputado estadual retrucou. Disse que ainda não há nada decidido. Uma briga de “cachorro grande”.

Por aqui

Tirando os nomes de quem ocupa algum cargo público, ainda sobra muita gente disposta a entrar na disputa. Além de Fabiano e Cleitinho, Galileu Machado (MDB), prefeito, e Sargento Elton (Patriota), vereador, ocupam cargos no Executivo e Legislativo. Mas, longe dos holofotes, tem pelo menos mais seis possíveis pré-candidatos. Entre eles, o empresário Fernando Malta, o ex-vereador Marquinho Clementino e o disputa tudo Jorge Torquato, além de três mulheres que revelarei no tópico abaixo. Ou seja, se não aparecer mais ninguém, no mínimo oito. Está parecendo o concurso da Emop. Se bobear, não dá nada para ninguém!

Pela 1ª vez

E a disputa à Prefeitura neste ano promete ser tão acirrada que, pela primeira vez, três mulheres podem entrar no páreo. Se as informações se confirmarem, a empresária Iris Elizabeth, a médica Heloísa Cerri e a presidente do Sintram, Luciana Santos, são candidatas, sim, senhor.  E ainda tem a ex-presidente da CDL, Alexandra Galvão. Essa é a melhor notícia, sem dúvida. Afinal, não se sabe por que cargas d´água, em nenhum processo eleitoral, a cota destinada a elas não é atingida. Cenário montado, agora é esperar os atores, com o risco de aparecerem os dublês.

Comentários
×