O fenômeno Galileu

Bob Clementino

Ao analisar a performance eleitoral do prefeito Galileu Machado (MDB) de 1996 até 2018, a conclusão que chego é que ele é um fenômeno político difícil de explicar. Desde 1996, ouço pessoas e analistas políticos garantirem que Galileu Machado perdeu votos em Divinópolis, mas as pesquisas não dizem isso.

Pesquisas

Em 1996, Galileu Machado, em disputa com o eleito Domingos Sávio (PSDB), obteve 27.960 votos (31.89%). Em 2000, disputando novamente a eleição com Domingos Sávio, Galileu se elege com 51.161 votos. Em 2004, desta vez contra Demetrius Pereira, ele foi derrotado, mas recebeu 45.184 votos. No embate contra Vladimir Azevedo (PSDB), em 2008, o atual prefeito saiu derrotado, no entanto, obteve 34.042 votos. Em 2012, contra o mesmo adversário eleitoral, derrotado, ele recebeu 35.209 votos (29,32%). Já em 2016, ele foi eleito, com 58.443 votos, em disputa direta com Marquinho Clementino. 

O que significa isso?

Significa que a história mostra que, mesmo com o passar dos anos, o atual prefeito tem um eleitorado cativo em tornos de mais ou menos 27% a 30% dos votos válidos. Qual a explicação, se parte dos seus prováveis eleitores ou deixou de votar por causa da idade ou já morreu? Será que os pais estão conseguindo passar para os filhos e netos a admiração pelo político Galileu Machado? Ou sua máquina publicitária tem conseguido manter acesa a fé no velho político?  Claro que para responder estas perguntas só fazendo uma pesquisa. Mas o que é preciso notar é que, se, de fato, mais uma vez este percentual de eleitores forem votar em Galileu nas eleições deste ano para prefeito, isso significa mais ou menos 31 mil votos, se considerarmos que este ano os votos válidos ficarão em torno de 110 mil. Claro que tudo isso é um exercício de futurologia e lembrando que cada eleição tem sua história. Fica a dica.

Pesquisa “Potencial Eleitoral“

Atenção pré-candidatos a prefeito de Divinópolis, partidos e analistas políticos: a pesquisa “Potencial Eleitoral de 21 Possíveis Candidatos a Prefeito de Divinópolis”, feita pela empresa Censuk para analisar o potencial eleitoral de possíveis candidatos, já está pronta. É uma pesquisa de trabalho, para situar o pré-candidato no contexto eleitoral do momento. Dados contidos não podem ser publicados. Para mais informações, procurem João Cenzi.

Candidatos a prefeito

A grande dificuldade que os candidatos a prefeito “outsiders” terão na eleição em Divinópolis será o fato de não serem conhecidos dos eleitores. E, faltando poucos meses para a eleição e com aparente falta de dinheiro que a maiorias das candidaturas demonstra, é quase impossível que um candidato que é conhecido por apenas 7% se torne conhecido de 80% da população. Outro dado interessante é que o fato de um candidato ser conhecido por 90% da população não lhe garante a eleição. Ele é apenas conhecido, não mais que isso.

Zema em isolamento
Por precaução, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) entrou em isolamento domiciliar desde a tarde desta segunda, 16. De acordo com a assessoria do chefe do Executivo estadual, ele não apresenta os sintomas da doença, mas fez os exames de rotina por ter estado próximo a pessoas diagnosticadas com o coronavírus (Covid-19). Até o resultado ser divulgado, Zema ficará em casa, de onde vai despachar.

Prefeitura contra coronavírus

O prefeito Galileu Machado assinou um decreto suspendendo shows, eventos culturais e religiosos, funcionamento de casas noturnas, além das aulas no âmbito de todo o município, por 20 dias, a partir de hoje. Segundo o texto, os servidores públicos municipais com mais de 65 anos, por pertencerem ao grupo de risco, estão isentos de comparecer ao trabalho.

O secretário de Saúde, Amarildo Sousa, e a diretora da Vigilância em Saúde, Janice Soares, apresentaram os decretos que foram assinados pelo prefeito .

O decreto 13.722/2020 declara Situação de Emergência em Saúde Pública no Município de Divinópolis em razão do surto do coronavírus;

O segundo decreto (13.723/2020) institui a criação, composição e atribuição do Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Novo Coronavírus, que tem como objetivo traçar as ações de restrições no âmbito do município.

O terceiro decreto (13.724/2020) dispõe sobre as efetivas medidas de enfrentamento ao Covid-2019.

 

 

 

Comentários
×