Motos lideram acidentes em Divinópolis

 

Gisele Souto

 Duas pessoas feridas em um acidente entre duas motos ocorrido no fim do mês passado na rua Olímpio Gomes Branquinho, no bairro Nova Holanda, em Divinópolis. Um dos motociclistas teve fratura fechada na perna e o outro teve perda de consciência e contusão no braço esquerdo. Eles compõem uma estatística nacional alarmente: a quantidade de acidentes envolvendo esse tipo de veículo é muito maior se comparada com a de carro. Neste caso, as duas motos bateram de frente e houve vazamento de combustível.

Os números são impressionantes. Dos 2.786 acidentes registrados de junho a dezembro de 2017, 1.543 envolvem carros e motos e 1.405 somente motos. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) registra carro com moto na mesma estatística e motocicletas separadamente. Assim, o gerente de estatística do órgão, Dárcio Abud Lemos, afirma que as batidas com motos são infinitamente superiores. Ele fez uma contagem e revelou à reportagem que 66,81% têm a participação de motos.

— Dos acidentes apurados nesses mais de 200 dias do Samu em atividade na região, cerca de 70% envolvem motos. Chamo atenção dos condutores para que obedeçam as leis de trânsito, tendo em vista que, principalmente em rodovias, as batidas terminam em mortes — acrescenta.

 Calamidade 

O coordenador do Samu, José Márcio Zanardi, vai mais longe. De acordo com ele, as estatísticas têm demonstrado um alto índice de acidentes envolvendo motos. Isso sinaliza que se lida atualmente com uma situação de calamidade gerada por imperícia dos motociclistas, bem como os condutores dos automóveis que desrespeitam as motos no trânsito.

— O que temos visto a nível assistencial pelos atendimentos feitos pelo Samu é que esses acidentes representam um número de grande importância nas estatísticas, com sérias lesões às pessoas envolvidas, causando mortes e sequelas graves — revela.

De acordo com o coordenador, é necessário desenvolver uma campanha permanente de paz no trânsito.

— Nos colocamos à disposição para atuar em conjunto com as secretarias de trânsito dos municípios da nossa área de cobertura, com objetivo de melhorarmos essa situação — enfatizou.

 

Comentários
×