Mercado deve se ajustar em 2020, afirma economista

Jorge Guimarães

Mesmo com as altas dos hortifrútis, devido às intensas chuvas que castigam boa parte do país, a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), caiu para 0,21% em janeiro, depois de registrar alta de 1,15% em dezembro. Os resultados são da pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgados nesta terça-feira. Esse é o menor resultado para um mês de janeiro desde o início do Plano Real, em julho de 1994. Assim, o acumulado dos últimos 12 meses ficou em 4,19%. Em janeiro de 2019, a taxa havia ficado em 0,32%.

Preço

Caso o indicador continue neste patamar, os preços da carne bovina devem se estabelecer, pois o mercado já absorveu as seguidas altas registradas no fim de ano, aponta o economista Leandro Maia. 

— O importante para a economia brasileira é que o governo fechou o ano dentro da meta da inflação estabelecida. Agora, sobre 2020, a tendência é que o mercado se ajuste ao longo dos primeiros meses e a grande vilã do fim do ano, a carne, tenha pequenas, mas significativas quedas — avaliou.

Mercado

Quem está acostumado frequenta açougues e supermercados tem notado uma pequena queda nos preços da carne, como é o caso do empresário Mauro de Oliveira.

— Como compro a carne diariamente, os valores realmente tiveram uma pequena queda. Mas, seguindo meu cardápio, que mudou muito, compro somente para a utilização do prato do dia, servido em meu estabelecimento. E tanto algumas peças de carne de 1ª, quanto de 2ª tiveram seus preços reduzidos — relata. 

Comentários
×