Libertadores com partida única

Batendo Bola 

José Carlos de Oliveira 

jcqueroviver@hotmail.com.br

 

A Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) bateu o martelo e vai mesmo realizar a final da Copa Liberadores, em 2019, em partida única. Esta temporada será a última edição que o torneio será decidida em dois jogos.

Já tem data

 E a Libertadores 2019 já tem dia para ser definida. A Conmebol divulgou nesta terça-feira que, em reunião de seu conselho, em Moscou, na Rússia, ficou acertado que a final da Libertadores 2019 será realizada no dia 23 de novembro.

Sem local 

O estádio da grande final ainda não foi anunciado. Lima, que sempre foi a cidade favorita dos organizadores, agora tem a concorrência de Santiago. E outras cidades, inclusive do Brasil, devem entrar na briga para sediar a grande final. A sede da decisão deve ser anunciada durante o sorteio da próxima edição da Libertadores, em dezembro.

 Tiro no pé 

Pessoalmente, acho que estamos é andado para trás. Na ânsia de copiar aquilo que dá certo na Europa, os sul-americanos tentam fazer a final em um jogo apenas, mas isso é algo que dificilmente dará certo por nossas bandas. Os dirigentes têm de entender, de uma vez por todas, que Europa é Europa, e América do Sul é apenas América do Sul.

As realidades dos dois continentes estão anos luz de distância. E no futebol, mais ainda. Não há como fazer comparações. Com esta ideia maluca, os dirigentes darão é um tiro no pé. Esta é a verdade.

 Brasil já está na Rússia 

Depois da vitória de 3 a 0 sobre a Áustria no domingo, com gols de Gabriel Jesus, Neymar e Philippe Coutinho, a Seleção Brasileira seguiu para a Rússia e, no domingo, faz sua estreia na Copa do Mundo, contra a Suíça.

 Time definido 

Pelo menos, ao contrário de outras épocas, o time canarinho chega para o torneio em alta, e com sua escalação na ponta da língua de seus torcedores. E mais ainda, com a credibilidade em alta.

Sem favoritismo

 Mas que ninguém se engane, o Brasil pode até ser apontado como um dos concorrentes ao título, mas daí a ser apontado como um dos favoritos vai uma grande distância. Tem seleções muito à frente da brasileira e, para chegar ao hexa o Brasil, terá de ralar muito.

Cruzeiro de mal a pior 

As últimas apresentações da equipe estrelada no Campeonato Brasileiro deixaram preocupada sua torcida, e não somente pelos resultados — empate em 1 a 1 com o Vasco da Gama e derrota de 2 a 0 para a Chapecoense —, mas principalmente pelo péssimo futebol apresentado pelo time.

Devendo

Jogadores como Henrique, Thiago Neves e Robinho estão em queda livre e, com seu péssimo desempenho em campo, todo o time fica comprometido. É nítida a queda de produção dos principais jogadores da Raposa.

 Salvando

 A rigor, apenas um jogador vem se salvando nesta mediocridade da Raposa, o zagueiro Dedé. O Mito está mitando e é, já há alguns jogos, o único que se salva neste time do Cruzeiro. Ou Mano Menezes encontra uma solução para o time ou o esquadrão azul pode dar adeus a todos seus objetivos para a temporada. Com o futebol mostrado nos últimos jogos, a equipe celeste não vai a lugar nenhum.

 Róger Guedes salvando o Atlético 

Os últimos bons resultados do Atlético no Campeonato Brasileiro, principalmente na goleada de 5 a 2 sobre o Fluminense no fim de semana, têm um grande responsável, o atacante Róger Guedes. O moço tem feito a diferença em campo.

América não pode se desesperar 

Ocupando o meio da tabela na classificação da Série A, o América tem de acordar e entender, desde já, que esta é a sua realidade. Sonhar em chegar mais longe os americanos até podem, mas a luta do Coelho é, sim, para evitar um novo rebaixamento, e é contra isto que o time deve lutar.

 Normal 

Agora, achar que está tudo errado somente pela derrota de domingo, em Porto Alegre, já é demais. Perder para o Grêmio em sua arena é um resultado mais do que normal. O Americano tem de entender que é em casa que o time deve fazer o seu papel, para assim permanecer na Série A.

Comentários