Impasse emperra solução para voos comerciais em aeroporto de Divinópolis

 

Jorge Guimarães 

Mais uma reunião foi realizada na tarde de ontem no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) para discutir a parceria entre o grupo gestor e Prefeitura para a volta dos voos comerciais no aeroporto Brigadeiro Cabral. A única novidade do encontro foi a apresentação da empresa AMD Estações de Telecomunicações e Tráfego Aéreo Ltda., que pode ser a nova administradora do aeroporto de Divinópolis, em parceria ou não com a divinopolitana LG Serviços Aeroportuários.

Como nada ficou decidido, nova reunião deverá ser marcada para que tal solução venha o mais breve possível. Enquanto isso, o secretário de Desenvolvimento Econômico, José Alonso, continua o seu trabalho e já nesta quarta-feira, tem agendada reunião em Belo Horizonte, para tratar do assunto do Brigadeiro Cabral, para que as conversações com o Estado não fiquem estagnadas.

 Início

 Atualmente quem está na administração do aeroporto é a Empresa Municipal de Obras Públicas (Emop), isso desde a saída da Socicam, responsável anterior, a qual deixou de prestar seus serviços a partir do fim de maio último.

De acordo com o diretor da Emop, Antonio Eustáquio da Costa, a pedido do prefeito Galileu Machado (MDB), a empresa assumiu o gerenciamento dos voos domésticos, com o serviços de pousos e decolagens, manutenção, conservação, além da vigilância.

— Até que a situação se resolva, vamos administrar o local. Vamos fazer a manutenção e a conservação do Brigadeiro Cabral — disse o diretor.

 

 

Comentários
×