Fiscais não encontram irregularidades em clínica mantida pela Igreja Católica, diz Diocese

Equipes verificaram situação da Chácara São João Paulo II

Da Redação

A Diocese de Divinópolis divulgou na manhã desta segunda-feira (11) a informação de que na última quarta-feira (6) fiscais da Vigilância Sanitária estiveram na clínica para recuperação de dependentes químicos Chácara São João Paulo II, mantida pelo projeto "Missão Maria de Nazaré", e não encontrou qualquer irregularidade. 

A comunidade terapêutica acolhe exclusivamente adolescentes do sexo masculino com idades de 12 a 18 anos incompletos para tratamento. 

A equipe de fiscalização era composta também por integrantes do núcleo municipal de saúde mental, da secretaria municipal de Política Sobre Drogas, e dos conselhos Tutelar e Antidrogas. 

- Essa mesma equipe tem realizado, a pedido do Ministério Público de Minas Gerais, uma força-tarefa para fiscalizar comunidades terapêuticas e clínicas involuntárias. Já foram realizadas vistorias em três clínicas da cidade e todas foram interditadas - frisou a Diocese. 

Na Chácara São João Paulo II foram verificados quesitos como espaço físico, alimentação, programa terapêutico, equipe técnica e documentação. Também foram colhidos depoimentos de adolescentes em tratamento.

A conclusão da fiscalização constatou que nenhuma irregularidade foi encontrada. É possível saber mais sobre os projetos sociais da "Missão Maria de Nazaré" pelo site da instituição

Comentários
×