Faturamento das exportações atinge US$ 158 milhões

 

 

Pablo Santos 

As vendas para o mercado externo concretizadas por Divinópolis mantêm o ritmo de crescimento. De acordo com os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), as exportações avançaram 2,6% no acumulado do ano.

De janeiro a outubro as empresas de Divinópolis faturaram US$ 158 milhões com as vendas para o exterior.

No mesmo período do ano passado, as vendas para o mercado externo chegaram a US$ 154 milhões.

Em outubro, o faturamento do município chegou a US$ 23,6 milhões. No mesmo período de 2017, as exportações somaram US$ 22,2 milhões.

O resultado de outubro é o terceiro melhor do ano. O maior desempenho foi registrado em maio com US$ 25,7 milhões e, na sequência, janeiro com US$ 24,3 milhões, conforme os números da Secex. O pior resultado para o mês em 2018 foi de junho com apenas US$ 358 mil de mercadorias enviadas ao exterior.

  Itens

 Os principais itens exportados por Divinópolis são os produtos siderúrgicos. De acordo com a Secex, 96%  enviados para exterior saem do setor de metalurgia. Somente os produtos semimanufaturados de ferro, são responsáveis por 73% das vendas para o exterior.

República Dominicana, Peru e Argentina são os principais parceiros comerciais da cidade.

 Brasil 

No Brasil, as exportações também avançaram. O crescimento maior foi em outubro, quando alcançou o segundo maior valor da história, foi puxado, principalmente, pelo aumento nas vendas de soja e petróleo.

De acordo com a Secex, em outubro, as vendas ao exterior somaram R$ 22,2 bilhões, uma alta de 12,4% em relação ao mesmo mês do ano passado. As exportações de soja aumentaram 114%, principalmente pelo crescimento no volume exportado (72%) neste ano, que teve safra recorde.

Já as vendas de petróleo subiram 126,8%, com aumento principalmente no preço do produto. No entanto, houve queda nas exportações de automóveis de passageiros de 17% e veículos de carga 17,8%. O motivo é devido à crise na Argentina, país que recebe 80% das exportações brasileiras de carros.     

 

 

Comentários
×