Esperança ativa

Laiz Soares

Uma fé sem obras é uma fé morta. Domingo foi Páscoa e como é bom poder celebrar a fé em Jesus vivo e ressuscitado. Mais do que fazer as minhas orações, procuro ao máximo tentar viver na prática a fé. A nossa esperança precisa produzir frutos. O que mais espero neste momento? Que a pandemia acabe logo, através de uma vacinação em massa e de medidas de distanciamento que impeçam o vírus de proliferar e levar ainda mais gente. Também espero que as pessoas parem de sofrer pelo desemprego, pela fome, pelas dívidas que essa crise gerou. 

O que posso fazer para contribuir para isso? Além da minha parte como cidadã (não me aglomerar, cumprir os protocolos sanitários e sair de casa só para o mínimo necessário) tenho buscado fazer mais coisas. Me mobilizei junto a outros atores da sociedade civil para organizar o movimento “Unindo Forças Divi”, que em parceria com o empresário Sérgio Bebiano, fundador do Centro Espírita Maria de Nazaré, está arrecadando doações para a compra de cestas básicas. Queremos conseguir 1.500 cestas para alimentar 500 famílias vulneráveis em três meses. Para quem quiser apoiar o número do PIX é CNPJ 13.414.748/0001-82. O valor da cesta está em torno de R$ 80 e muitas famílias estão precisando desta ajuda com urgência! 

Além disso, tenho usado as minhas redes sociais para chamar atenção dos meus seguidores para os protocolos de segurança. Não aguento mais ver gente sem máscara na rua, com máscara no queixo ou só tampando a boca com o nariz de fora comprando em mercados locais. Falando em comércio, já faz um ano que tenho um grupo de apoio a pequenos empreendedores locais, o “Elas Por Divinópolis”, onde as pessoas divulgam seus produtos e compram umas das outras. Também tenho tentado conseguir apoio de amigos da política para que enviem recursos para nossa cidade. Recentemente consegui uma emenda no valor de R$ 160 mil para escolas públicas de Divinópolis com ajuda do deputado estadual professor Wendel. Além disso, consegui um caminhão para a cooperativa de pequenos produtores rurais no valor de R$150 de uma emenda do deputado federal Zé Silva. 

Também uso minha voz e minha representatividade na política local para pressionar autoridades. Muita gente não entende, por falta de educação cívica e política, que o papel de uma oposição propositiva ajuda muito a elevar a régua dos parâmetros locais e aumenta a capacidade de entrega de resultados do governo! Pressionar sugerindo ideias é uma forma de ajudar, sim! Já sugeri a importância de uma consultoria de gestão e a Prefeitura se mobilizou para ir atrás. Recentemente a Prefeitura de Recife arrecadou 5 toneladas de alimentos durante a vacinação. Sugeri pelas redes sociais essa iniciativa para a Prefeitura daqui que rapidamente aderiu a ideia! O jornal Agora está junto apoiando essa bela campanha. Peço a você que lê essa coluna: por favor, leve 1 Kg de alimentos quando for se vacinar e peça a todos que você conhece para fazer o mesmo! Podemos abastecer milhares de famílias com esse simples gesto! Parabéns à Prefeitura pela iniciativa adotada! O momento pede criatividade e inovação para darmos conta da crise, e precisamos estar ligados no que o país e o mundo estão fazendo de bom. 

Continuarei usando a minha voz pra cobrar das autoridades locais cada vez mais fiscalização dos protocolos sanitários, mais velocidade na vacinação, o desenho de políticas públicas efetivas de combate à fome como o auxílio emergencial municipal e também medidas concretas de apoio aos comerciantes, como por exemplo, empréstimos subsidiados a juros zero e isenção de IPTU. Sigo por aqui tentando fazer o que for possível, dentro das minhas possibilidades, para que a nossa esperança em dias melhores permaneça viva e operante. Que as próximas semanas nos tragam luz, sabedoria e força para vencermos esse momento tão duro para todos nós. 

Comentários
×