Escolas paralisadas em Divinópolis retomam atividades

Da Redação

A adesão de duas escolas estaduais, Antônio Olímpio de Morais (Niterói) e Luiz de Melo Viana Sobrinho (Porto Velho), à greve dos servidores da Educação terminou. Após paralisarem as atividades no dia 12, as unidades retomaram os trabalhos nesta sexta-feira, 14. Os profissionais cobram, dentre outras pautas, o reajuste salarial e o pagamento do 13° para o restante da categoria.

Uma assembleia municipal, que teve como pauta principal a greve na rede estadual, estava marcada para o fim da tarde de ontem. No entanto, como conta a diretora de Comunicação do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), em Divinópolis, Maria Catarina Laborê, poucos servidores comparecem em razão das chuvas.

— A assembleia não teve uma grande representação e, de fato, as duas escolas que estavam em greve já voltaram. Percorremos 16 escolas e vamos continuar o trabalho — declarou.

A diretora de Comunicação também marcou presença hoje em Belo Horizonte, onde os rumos do movimento foram definidos.

— Terminou a reunião do Conselho Geral, que é a 1ª instância de debate do sindicato. Foi aprovada a continuidade da greve por tempo indeterminado — informou.

Por fim, Maria Catarina ainda ressaltou que, apesar da baixa adesão das escolas na região, a greve se mantém forte no estado.

 

Comentários
×