Entidades e empresários apostam em novo horário do comércio

Da Redação 

As datas comemorativas sempre foram aguardadas com  otimismo pelos comerciantes, principalmente em épocas como agora, quando as vendas despencaram. A pandemia chegou e com ela a queda considerável nos números econômicos devido ao período dos segmentos fechados e às constantes mudanças nos horários de abertura e fechamento. Depois do início da flexibilização, as datas específicas são a oportunidade de um certo alívio no caixa para o empresário seguir em frente. E agosto chega com uma das datas mais importantes dentro do calendário, o Dia dos Pais. E em meio à desconfiança de como reagiria o cliente nos próximos dias, o comércio em geral teve uma ótima notícia nesta terça-feira, 27, dia em que o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 aceitou alterar o horário do comércio em Divinópolis. O pedido foi feito pelo Sindicato do Comércio Varejista de Divinópolis (Sincomércio), que esteve na reunião juntamente com membros de entidades que compõem o Grupo Gestor. 

Novo horário 

Com as alterações,  a partir de hoje,  o comércio varejista funcionará das 9h30 às 18h30, de segunda a sexta-feira, ainda sem funcionamento aos sábados. Os shoppings de atacados, entre 8h e 16h, segunda a sábado. Já o shopping center, de 12h a 22h, de terça a domingo.

— Ao longo dos últimos meses, nós, juntamente com as entidades do Grupo Gestor, temos lutado bastante quanto ao horário de funcionamento do comércio. Assim, o nosso último pedido feito no fim da semana passada é muito próximo do que a Prefeitura nos concedeu, inclusive de uma forma muito positiva, contemplando inclusive,  demanda que o lojista tinha de completar  suas vendas ao fim do dia — avalia o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Luiz Angelo Gonçalves.

Dia dos Pais 

O funcionamento aos sábados não foi autorizado, com exceção para o sábado, dia 8, que antecede o Dia dos Pais. Segundo a comunicação da Prefeitura, o horário  para este dia será das 9h30 às 16h.

O presidente do Sincomércio, Gilson Amaral, acredita nesta nova proposta.

— Era hora de adaptar, fazer uma mudança no horário. Nossos associados estão focados em seguir todas as regras estipuladas pelas autoridades de saúde. Caso dê certo, todos ganham — frisa.

Já o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Luiz Angelo Gonçalves, ressalta o sábado, que ficou de fora, mas diz entender que é um processo e o comércio em geral também entende que é um passo a passo. 

— Neste sentindo, o sábado da véspera do Dia dos Pais é bem interessante e contemplou o trabalho realizado pelo Grupo Gestor. E a gente fica agradecido com essa avaliação do comitê, tendo em vista que os indicadores estão dentro do que foi colocado, bem como o comércio tem feito um trabalho de se precaver — disse.

Expectativa

Com as novidades em relação à flexibilização do horário do comércio, os empresários, principalmente de roupas e calçados, estão mais otimistas.

— Estamos elaborando uma campanha para os próximos dias, só resta ajustar alguns detalhes. Nos sentimos otimistas quanto à data e esperamos ter de 20 a 30% de aumento nas vendas — analisou o gerente de uma loja de material esportivo, Junio César Naves.

Já Kleber Martins se diz esperançoso com as vendas para este início de agosto.

— Dia dos Pais é uma data de boas vendas e será uma experiência para as próximas flexibilizações de horário do comércio na cidade. Este início de mês pode ser um termômetro de como podem ser as vendas neste segundo semestre, que ainda tem Dia das Crianças, Black Friday e Natal — disse o empresário do segmento de vestuário.

Comentários
×