Derrota do Atlético define ‘Segundona’

Batendo Bola

José Carlos de Oliveira 

jcqueroviver@hotmail.com.br

 

Tinha o Atlético no caminho, mais uma vez era o Atlético que estava no caminho. Até parece regravação da sessão da tarde ou de novela mexicana, mas não é. Mais uma vez uma torcida do interior tem razões de sobra para estar “p... da vida” com o time atleticano. E não é para menos.

 Filme repetido 

A exemplo do Guarani, que caiu para o Módulo II em 2016 em virtude de uma derrota do Atlético na rodada final, desta vez foi o Coimbra, de Nova Lima, que não conseguiu o acesso também por causa de um revés alvinegro. E em ambos os jogos, o Galo foi derrotado em seu poleiro.

 Foi de virada

 Se em 2016, na última rodada da fase de classificação do Módulo I do Campeonato Mineiro, o Atlético perdeu de 4 a 2 para o Tricordiano em plena Arena Independência, desta vez a emenda foi ainda pior. Na última rodada da Segundona, o time B do Atlético levou uma virada incrível, em plena Cidade do Galo. Depois de abrir 3 a 0 no placar, o Galinho deixou o Democrata de Sete Lagoas virar para 4 a 3. Pior para o Coimbra, que foi derrotado em Poços de Caldas por 3 a 2 e deu adeus ao sonho de disputar o Módulo II no ano que vem.

 MANGUEIRAS BRASIL 

Renato Gaúcho acertou na profecia, mas... 

...ele só não falou que o Grêmio também iria despencar na tabela. No incrível Campeonato Brasileiro 2017, o técnico Renato Gaúcho deu uma de profeta, e garantiu - quando o Corinthians ainda era o queridinho da mídia, o supra sumo do torneio, com campanha incrível na primeira metade da competição -, que os paulistas iriam despencar na tabela e que nada estava definido.

 Com a razão 

E coberto estava de razão o Renato Gaúcho. O Corinthians realmente despencou na tabela e hoje faz campanha de rebaixamento no Campeonato Brasileiro 2017. Só que os concorrentes também não ficam atrás e não mostram nada de novo. Nenhum time joga futebol que o aponte como provável campeão.

 Sem favoritos

 Agora, que o Corinthians realmente caiu de produção e deixou o campeonato em aberto, fica a dúvida sobre qual time terá reais condições de levantar a taça. Hoje, o candidato principal seria o Palmeiras, mas neste torneio maluco tudo pode acontecer.

 Emoção até o final

 A continuar como está, com os times mantendo o mesmo rendimento nas rodadas finais, o campeonato vai ganhar é em emoção, isto sim. Mas a grande verdade é que, seja qual for o campeão de 2017, o torneio entrará para a história como um dos mais fracos, tecnicamente, de todos os tempos. Um retrato fiel do que é a realidade do futebol brasileiro nos dias de hoje.

 Mudanças no futebol mineiro

 O Conselho Técnico do Módulo I do Campeonato Mineiro foi ontem, e os clubes do interior finalmente se uniram para derrotar a fórmula preferida pelos grandes da capital, e mudanças foram aprovadas para o torneio de 2018. Se foi para melhor ou pior só o tempo dirá.

 Mas oito é muito 

Pelo que ficou acordado entre os clubes, oito equipes passam para a segunda fase, disputando as quartas de final em jogo único. Mas tinha que ser oito? Num torneio com 12 participantes, oito passarem de fase é o mesmo que desvalorizar toda a primeira fase. Os grandes da capital não precisarão de muito esforço para se classificar. E mesmo que passem em 8º lugar para a fase seguinte, ainda assim seriam favoritos para ir se classificando até a final. Alguém ainda tem dúvidas sobre isto?

 Novas mudanças?

 Nas próximas semanas deve acontecer o Conselho Técnico do Módulo II. E, pelo que foi mostrado na reunião de ontem, os ventos na Federação Mineira de Futebol (FMF) sopram a favor de mudanças, e é bom o presidente Vinicius Morais, do Guarani, se prevenir desde já para não ser passado para trás. Com a classificação do Democrata de Sete Lagoas e do Ipatinga (dois times com força nos bastidores), é bom que o Bugre assuma uma posição de liderança e evite, a qualquer preço, ser passado para trás.

Comentários