Cortes nos dois poderes

Cortes nos dois poderes

 

Além das exonerações de dois servidores da Prefeitura (detalhes na página 3), também houve duas exonerações na Câmara. Michele Maira Alves Dias Duarte (que ocupava o cargo de assistente de Orientação Social) e Graciela Caputo Resende (assessora de articulação política da vereadora Janete Aparecida) tiveram suas saídas validadas no Diário Oficial dos Municípios. O Executivo e o Legislativo ainda não se pronunciaram sobre os cortes.

 

Safadeza geral

 

Quando a gente acha que já viu de tudo no Brasil, vem algumas pessoas e ainda nos surpreendem. A perguntar é: o que não se consegue fraudar e roubar neste país. E ainda: quem não pratica este tipo de crime. Auditoria da Controladoria-geral da União (CGU) nos benefícios do Bolsa Família revelou “treta” em quase 350 mil cadastros.

 

Indevido

 

Segundo o relatório da CGU, o governo pagou de forma indevida R$ 1,4 bilhão a pessoas que não tinham direito ao benefício. E pasmem. As famílias “cara de pau” têm casa própria, carro de luxo, além de funcionários públicos de câmaras municipais e prefeituras. E depois a controvérsias de que a corrupção não é sistêmica.

À caça

O levantamento foi feito entre 2016 e 2017 e a Controladoria garante que as pessoas que receberam o dinheiro indevidamente estão sendo caçadas.

 

A discrepância

 

O Bolsa Família foi criado em 2003 para atender famílias em condições de extrema pobreza. Tem direito ao benefício a família que tem renda de R$ 170 por pessoa. Algumas famílias apontadas na fiscalização da CGU tinham renda de mais de R$ 1.900 por pessoa.

 

Na liderança

 

Ainda bem que ainda se tem notícias boas. Levantamento Penitenciário Nacional realizado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) do Ministério da Justiça apontou Minas Gerais como o estado com o maior percentual de presos trabalhando em comparação com as demais unidades da Federação.

 

Ressocialização

 

São 18.889 presos trabalhando nas unidades prisionais do Estado, o que representa no total de 68.354 homens e mulheres em cumprimento de pena um percentual de 30% da população carcerária.

 

Condenados

 

A Lei de Execução Penal, criada em 1984, prevê a obrigatoriedade do trabalho somente para os presos condenados, os quais o número gira em torno de 33 mil em Minas. Neste sentido, Estado possui mais de 50% de presos aptos para o trabalho, segundo a Secretária de Estado de Administração Prisional (Seap). Entre os presídios, está o Floramar em Divinópolis, onde se tem detentos atuando em diversas frentes.

 

Integração garantida

 

Assinada ontem, a renovação do contrato de integração com entre o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros. A parceria foi feita em 2017 e  renovada por mais um ano. O contrato revalida a presença de dois oficiais militares dentro da Central de Regulação das Urgências (CRU) em Divinópolis, por 24 horas.

 

Municípios

 

Todas as ligações de cinco municípios do Centro-Oeste feitas ao 193 caem na CRU. São eles: Divinópolis, Carmo do Cajuru, Cláudio, Santo Antônio do Monte e Pedra do Indaiá.

Comentários
×