Contundente

A palavra lembra muito os socos que Mike Tyson acertava em seus adversários, que invariavelmente iam para a lona nos primeiros segundos de cada luta. O que aconteceu depois com lutas desonestas e condenações, são outros 500 mil reis. Fato muito parecido tem acontecido aqui mesmo em Divinópolis.

Não em luta de box...

...mas, sim, pela luta do desenvolvimento humano em todos os setores. Por absoluta falta de competência ou de vontade do nosso farto cardápio de políticos (dois deputados federais e um estadual), a cidade vem experimentando uma decadência sem precedentes. Para uma cidade, que no início do século era uma das 10 maiores de Minas em todos os setores, cair para 46ª chega não a ser espantoso, mas escandalosamente contundente.

Neste Agora de ontem...

...o jornalista Ricardo Welbert, numa brilhante reportagem, mostrou que, somente nos últimos quatro anos, Divinópolis deu um pulo dantesco para trás. Simples: em 2013, estava com ótimos índices na educação, saúde, na geração de empregos e renda, e ocupava o 16º lugar em Minas e 217º no Brasil, com notas que poderiam ser consideradas entre 1 e 10, em torno de 8,5. Nada mal. Três anos mais tarde, degringolou geral, e quem era 16º passou para 46º, enquanto em nível nacional, um número que chega a assombrar: pulou de 217 para 526. Considerando que em Minas existem 853 municípios e no país 5.670, a situação chega a ser assustadora.

A culpa não é de Galileu

Com menos de dois anos de mandato, o atual prefeito não teve tempo, dinheiro e muito menos disposição para melhorar nada e os números, com certeza, só pioraram. De qualquer maneira, fica mais uma reflexão para os eleitores, que a tudo veem e nada podem fazer: Galileu Machado (MDB) foi eleito de forma legítima por muita gente que estava insatisfeita com o então prefeito Vladimir Azevedo (PSDB), e não achou que os outros candidatos iriam fazer as pontes e os viadutos levantados em administrações passadas, quando o Galileu tinha força, vontade e equipe. Hoje, isto parece ter acabado por completo, pois os antigos processos de nepotismo voltaram, assessores saíram ou foram saídos enquanto uma amiga secretária manda e desmanda ocupando todos os espaços disponíveis. Só resta torcer para que 2020 chegue rápido, antes que a cidade salte do 217 para algo em torno de 600, 700 ou mais!

Dia de domingo

Hoje, sexta-feira, 6 de julho, a parte da manhã será o preparativo para mais um dia de domingo, pois nada, mas nada mesmo (a não ser algum supermercado) funcionará a partir de 13h. Gostando ou não de futebol, o divinopolitano se recolherá para assistir ao quinto jogo do Brasil, contra a Bélgica de atletas altos que representam sérias ameaças. Salve, salve mais um dia de domingo em plena sexta, com cara de feriadão com direito a churrasco.

Estância

A Estância Marisa estará movimentada amanhã, quando o pré-candidato a deputado federal, Bruce Martins (Podemos), acompanhado do pai, deputado federal Jaime Martins (Pros), comanda recepção ao pré-candidato à presidência da República, Álvaro Dias (Podemos). A programação tem início às 12h com almoço. Também estarão presentes o pré-candidato ao governo de Minas, Marcio Lacerda (PSB/MG), e o prefeito de Betim e presidente estadual do Podemos, Vittorio Medioli.

Comentários
×