Presidente do Guarani renuncia ao cargo

Conselho Deliberativo se reúne na noite desta sexta-feira para definir substituto

José Carlos de Oliveira

Nivaldo Batista não é mais o dirigente máximo do Guarani Esporte Clube. Eleito por aclamação em agosto para um período de dois anos – 2020/2022 – para a presidência do Conselho Diretor do Bugre, o ex-zagueiro Araújo, que durante muitas temporadas defendeu a camisa do Alvirrubro de Porto Velho, enviou carta esta semana ao presidente do Conselho Deliberativo comunicando seu afastamento do cargo de forma definitiva, para cuidar de problemas médicos.

Reunião

De posse da carta renúncia, o presidente Conselho Deliberativo do Bugre, Aléssio Francisco de Souza Salomé, convocou uma reunião do conselho para a noite desta sexta-feira, a partir das 19h30, no Hotel Havena, para definir sobre a nova mesa diretora do clube de Porto Velho, que perdeu desde a eleição no meio do ano o seu presidente e também o vice, Bruno Quirino, que se desligou do cargo poucos dias após ser eleito.

A princípio, quem deve assumir o comando do Conselho Diretor do Guarani será Robson Luiz de Camargos, que foi alçado ao cargo de vice-presidente após a renúncia de Bruno Aquino, também por questões particulares.

Carta de renúncia

Confira a carta enviada por Nivaldo Batista (com firma registrada em cartório) ao presidente do Conselho Deliberativo:

carta_renuncia

Comentários
×