Comerciantes de Divinópolis apostam em boas vendas para o Dia dos Pais

 

Jorge Guimarães

O comércio está na expectativa de boas vendas até o fim desta semana, quando se comemora o Dia dos Pais. A data costuma ser uma das mais esperadas do ano e abre as comemorativas do segundo semestre que tem no Natal a maior em termos de vendas para lojistas.  A presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) Divinópolis, Alexandra Barros, disse que as perspectivas são que o consumidor gaste em torno de R$ 80 e R$ 120.

— Estimamos também um crescimento em torno dos 3% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado. Assim, estamos confiantes junto ao empresariado —  diz.

Liquidações

O valor afetivo, otimismo e a melhora na economia foram os principais motivos apontados para as boas expectativas.

— A celebração coincide com as liquidações de inverno e a chegada de novos produtos ao mercado. Então, também tem uma força sazonal. Além disso, a conjuntura econômica do país está mais positiva, avaliando a atual conjuntura, espero ter um acréscimo nas vendas em torno de 5% — avalia o empresário Rodrigo Teixeira.

Promoções

As promoções serão o grande atrativo para o consumo, aliadas ao atendimento diferenciado, que sempre fideliza o consumidor. Na lista de artigos mais procurados, é esperado que estarão: roupas, calçados, itens de perfumaria, como em anos anteriores. Restaurantes, pizzarias e supermercados também esperam bom movimento.

Horário especial

Para melhor atender aos clientes, especialmente aqueles que possuem menos tempo, a CDL divulgou o horário especial do funcionamento do comércio. Assim em comum acordo com os referidos sindicatos, as lojas vão ficar abertas até as 20h, nesta quinta e sexta e, no sábado, das 9 às 18h. Lembrando que os horários dos shoppings são diferenciados.

Brasil

Embora os brasileiros ainda estejam sensíveis aos efeitos da lenta recuperação econômica e do desemprego, a maioria (61%) dos consumidores deve ir às compras neste Dia dos Pais, o dado é levemente superior aos 55% de entrevistados que realizaram compras na mesma data do ano passado. A conclusão é de um levantamento feito em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Ao todo, a expectativa é de que quase 93 milhões de pessoas façam alguma compra no período, o que deve movimentar uma cifra aproximada de R$ 13,9 bilhões nos setores do comércio e serviços.

 

 

Comentários
×